quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Homenagem a Adhemar Ferreira da Silva


Hoje 12 de janeiro de 2011 se cumprem 10 anos  do falecimento do atleta Adhemar Ferreira da Silva, primeiro bi-campeão olímpico do Brasil. Ele venceu a prova do Salto Triplo nos Jogos Olímpicos em Helsinque, Finlândia em 1952 e Melbourne, Austrália em 1956. Adhemar nasceu no bairro paulistano da Casa Verde, em 29 de setembro de 1927 e sua prática esportiva começou em 1947, defendendo a camisa do São Paulo Futebol Clube. Neste mesmo ano competiu no Troféu Brasil com uma marca de 13,05 metros.

As duas estrelas douradas introduzidas em 1955 no escudo do São Paulo Futebol Clube foram adotadas em homenagem a Adhemar Ferreira e se referem aos recordes mundiais batidos por ele nas Olimpíadas de Helsinque em 1952 e nos Jogos Panamericanos da Cidade do México em 1955.

Adhemar Ferreira da Silva competiu a partir de 1955 no Clube de Regatas Vasco da Gama, no Rio de Janeiro e foi competindo por ele que encerrou sua carreira em 1960. Vencedor até a sua última prova, encerra sua última competição oficial como campeão carioca no salto triplo com a marca de 15,58 m, disputada no Complexo Esportivo do Maracanã em 1º de outubro de 1960.

Os resultados vitoriosos de Adhemar inauguraram a mitológica tradição brasileira nas provas de salto triplo. Depois dele, surgiram Nelson Prudêncio (prata nos Jogos Olímpicos na Cidade do México em 1968 e bronze em Munique 1972, respectivamente) e João Carlos de Oliveira, o João do Pulo (bronze nos Jogos Olímpicos de Montreal, Canadá em 1976 e em Moscou em 1980).

Nenhum comentário:

Postar um comentário