quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Acontece em Palmas, Tocantins Oficina sobre elaboração de projetos para captação de recursos

OFICINA DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS PARA CAPTAÇÃO DE RECURSOS

ELABORAÇÃO DE PROJETOS PARA CAPTAÇÃO DE RECURSOS.
DIA:11/08/2011
LOCAL: AUDITÓRIO DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
HORARIO: 14 AS 18 HORAS.

APRESENTAÇÃO

A proposta desta oficina é promover, por meio de metodologia participativa, o conceito da elaboração de projetos destinados à captação de recursos, identificando as características das fontes de financiamento não reembolsáveis, com foco no desenvolvimento local sustentável.

PÚBLICO-ALVO
Funcionários de órgãos públicos e iniciativa privada, entidades sem fins lucrativas (Pastoral, APAE, SINDICATOS, ROTARY, CONSELHOS...), estudantes (serviço social, administração, ambiente etc. ) e professores.

No máximo: 40 pessoas.

PROGRAMA E EMENTA
A “OFICINA DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS PARA CAPTAÇÃO DE RECURSOS” divide-se em alguns módulos que serão apresentados em 4 horas de curso.

Captação de Recursos: conceitos e integração do diálogo

Introdução aos conceitos iniciais e fundamentais da captação de recursos, assim como a desmistificação de conceitos equivocados, análises e dúvidas sobre o tema.

Neste módulo inicia-se a dinâmica para integração entre os participantes para a realização do trabalho participativo da oficina.

Captação de Recursos: “tipos e formas” Os temas deste módulo são: planejamento da captação de recursos, tipos de captação de recursos, tipos de fontes de financiamento para captação de recursos e alguns projetos para captação de recursos.

Elaborando projetos para captar recursos O terceiro módulo trata do “passo a passo” da elaboração de projetos para captação de recursos. Baseado na metodologia científica, buscando trazer abordagens simples e descomplicadas, procura-se destacar os principais itens componentes de um projeto de captação de recursos, explicitando todas as etapas do mesmo. Por meio de metodologias participativas, objetiva-se envolver todos os participantes, a partir do método de “conhecimento construído” (“aprender fazendo”), motivando os participantes a trabalharem com as ações pró-ativas do planejamento. Ao fim deste módulo, os grupos formados durante a oficina saem com o esboço de um projeto formatado.

Fontes de Financiamento Não Reembolsáveis Este módulo refere-se novamente à captação de recursos, especialmente a identificação de fontes de financiamento não reembolsáveis, destacando os temas:

Características das Fontes de Financiamento Não Reembolsáveis;

MATERIAL DE APOIO

A cartilha, as apresentações, os editais e o roteiro utilizado estarão disponíveis no site.

CERTIFICAÇÃO

A oficina terá emissão de certificados .

FACILITADORA DA OFICINA
Rosane Fontoura – núcleo Curitiba
Formada em Ciências Sociais pela Universidade Católica do Paraná (PUC), Administração de Empresas (FAE) e Direito (OPET)- Especializada em Projetos Empresariais Públicos e Privados e Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Bolsista do Governo Japonês –(MONBUSHO em 1992), da Japan International Coorporation Agency (JICA em 2000) e do Mashav Institute (Israel em 2011) no programa de Desenvolvimento Econômico Local. Trabalhou como consultora em projetos socioambientais nos três setores (poder público, empresas e terceiro setor), atualmente colaboradora do Serviço Social da Indústria - SESI é articuladora do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade e Nós Podemos Paraná.

Rosane Fontoura
Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade
Serviço Social da Indústria do Paraná -SESI
Av. Comendador Franco,1341
CEP 80.215-090 - Curitiba - PR
Fone:+55(41)3271-7708 Fax:+55(41)3271-7626
Coorporativo: :+55(41)8874-2063
Site:www.nospodemos.org.br

Paraty recebe Meia Maratona Faz um 21 pela primeira vez

Paraty recebe Meia Maratona Faz um 21 pela primeira vez. Pela primeira vez desde a criação da Meia Maratona Faz um 21, a cidade de Paraty receberá uma das etapas da série de corridas. A prova, organizada pela Maxsports e promovida pela Embratel, será domingo, dia 28 de agosto.

A largada está marcada às 8h21, na Av. Roberto Silveira, s/n Centro (na altura do Centro de Informações Turísticas). A expectativa é reunir 600 participantes. A prova tem o apoio da Prefeitura e da Secretaria de Esportes e Lazer de Paraty. Vencerá a Meia Maratona Faz um 21 a equipe que somar o menor tempo total durante o percurso. Os integrantes deverão completar 21 quilômetros e sua colocação será o somatório de tempos dos integrantes.

A prova terá a duração máxima de duas horas. Os campeões, categoria feminina e masculina, serão premiados com R$ 2.000,00 (para a primeira equipe), R$ 1.500,00 (para a segunda melhor) e R$ 500,00 (para a terceira mais bem colocada). As categorias mistas e melhor idade não têm premiação em dinheiro. A inscrição da corrida terá o custo de R$ 21 por corredor (R$ 42 por dupla) e é aberta para homens e mulheres a partir de 18 anos. É obrigatória a inclusão dos dois participantes para formação da dupla. As inscrições para a prova podem ser feitas pelo site www.meiamaratonafazum21.com.br ou www.ativo.com até o dia 24 de agosto.

Os kits devem ser retirados no dia 27 de agosto, das 10h às 17h, exclusivamente no Centro de Informações Turísticas (Av. Roberto Silveira s/n). Para a retirada do material, os inscritos devem apresentar a confirmação da inscrição junto com o documento de identidade original.  No dia da corrida, cada participante retirará o seu chip no local da largada da prova, das 7h às 8h, para utilizar o mesmo durante o percurso, efetuando sua devolução ao final da competição. Serão desclassificados os corredores que não seguirem o regulamento. 

A corrida disponibilizará toda a infraestrutura necessária para os participantes, como postos de distribuição de água mineral ao longo do percurso e banheiros químicos, bem como guarda-volumes e ambulâncias para pronto atendimento, em caso de acidente. SOBRE O EVENTOA Meia Maratona Faz um 21 é um projeto de corridas que está em seu quarto ano e já reuniu mais de quatro mil participantes. A etapa de Paraty será a 20ª realizada.

O projeto começou em novembro de 2008, com a etapa de Niterói. Em dezembro foi a vez de Petrópolis receber os participantes, que percorreram o charmoso Centro Histórico da cidade. O evento se consolidou e ganhou força a partir de 2009. Cabo Frio deu a largada, em março, e, no mês seguinte, Campos dos Goytacazes foi palco do principal circuito de corridas do interior do estado. Em 2009, a Meia Maratona Faz um 21 passou ainda por Nova Iguaçu, Volta Redonda, Petrópolis, São Gonçalo e Niterói. O calendário de 2010 foi aberto com a etapa de Nova Iguaçu, passando por São Gonçalo, Petrópolis, Cabo Frio, Volta Redonda e Niterói. Esse ano, a Meia Maratona Faz Um 21 já passou por Cabo Frio, Nova Iguaçu e Rio das Ostras. Nomes expressivos como Franck Caldeira, Márcia Narloch e Selma Cândido já prestigiaram o evento.

A Meia Maratona Faz um 21 agradou o público não só pela estrutura do evento, mas pelo ineditismo do formato – é o único em que os participantes correm em dupla ao mesmo tempo, em vez de fazerem um revezamento.  SOBRE A EMBRATELA Embratel é a mais completa operadora de telecomunicações do Brasil. Oferece soluções de telecomunicações a todo o mercado nacional, incluindo serviços de telefonia local, longa distância nacional e internacional, transmissão de dados, vídeo, Banda Larga e TV por assinatura, além de assegurar o atendimento em qualquer ponto do território brasileiro através de soluções via satélite. A Embratel faz parte da história dos brasileiros há 45 anos e, desde então, tem desempenhado um papel fundamental na modernização do Brasil. Para mais informações, acesse www.embratel.com.br

Mais informações: RPM COMUNICAÇÃO www.rpmcom.com.br (21) 3478-7400. Lívia Rodrigues – livia@rpmcom.com.br(21) 347807403 / 8139-4272