segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Eliésio vence com facilidade seletiva de Cross Country










Por: Reinaldo Cisterna
Fotos: Osterno Parrião
A primeira prova de atletismo no Tocantins, advinha quem ganhou? Muito bem: você acertou. Eliésio Miranda. Da mesma maneira que terminou 2011 – vencendo – 2012 ele repetiu a dose. Na manhã deste domingo, Eliésio venceu a Seletiva da Copa Brasil Caixa de Cross Country, que será disputado na cidade de Rio Claro (SP), no dia 12 de janeiro. A competição classificou os seis primeiros colocados da corrida. A 3ª Copa Tocantins de Cross Country foi realizada neste domingo, na Associação dos Cabos e Soldados situada na Chácara Santa Fé, na Aureny IV, próxima a TO-050, em Palmas. O evento foi organizado pela Fato - Federação de Atletismo do Tocantins, em parceria com a Sejuves - Secretaria Estadual de Juventude e Esportes.

Vitória
Eliésio Miranda completou os 12 km da prova com o tempo de 40 minutos e dois segundos. Já o segundo colocado, o atleta Cassius Clay registrou o tempo de 44 minutos e 21 segundos. Em terceiro chegou o corredor Ynglhedan Araújo de Sousa com o tempo de 45 minutos e seis segundos. Na quarta colocação chegou o atleta Athilla Cavalcante (46m12s). O quinto colocado foi Adelzir Lopes que registrou o tempo de 47 minutos. Na sexta posição chegou o atleta Benones dos Santos – com o tempo de 47 minutos e 12 segundos. Na sétima posição chegou Erivaldo Nascimento, com o tempo de 48m56s. A competição contou com mais de 60 participantes contando com a prova principal, juvenil e garotada.

Eiésio

O atleta Eliésio Miranda, apesar de ter feito o melhor tempo e conquistado a vaga para representar o Tocantins na Seletiva da Copa do Brasil de Cross Country, disse que participou da corrida apenas para treinar e que não vai para a competição. Com isso, os organizadores irá classificar os outros seis colocados na seqüência de chegada.

Houve também uma corrida de 1km para crianças de 10-14 anos, uma corrida para a categoria menores na distancia de 3 km e uma na distância de 6 km para a categoria juvenil. 

Resultados:
Categoria Adulto Masculino
1º Eliésio Miranda – 40:02s
2º Cassius Clay – 44:21s
3º Ynglhedan Sousa – 45:36s
4º Athilla Cavalcante – 46:12s
5º Aldezir Lopes – 47:00s
6º Benones dos Santos – 47:12s
7º Erivaldo Nascimento – 48:56s
8º Renato Gomes – 50:31s
9º Marcelo Pereira – 51:36
10º Antônio Lopes – 52:5s

Categoria Mirim 10-14 anos - Masculino (1 km)
1- Mateus Carneiro dos Santos
2- Marcos Vinicius Nunes
3- Bruno Pereira
4-Igor Cabral de Carvalho
5- Mateus Melo Moreno
6-Aluissan Ribeiro Rodrigues
7-Leonardo Silva Cardoso
8-Pedro Henrique de Oliveira Silva
9-José Carlos Silva Cardoso
10-Jhulio Pacheco Ramalho
11-Mateus Araújo de Sousa
12-Lucas Silva Cardoso
13-Pedro Henrique Gomes Rodrigues
14-Robert Junior Borges da Silva
15-Denilson Rodrigues Feitosa
16-Jheferson Pacheco Ramalho
17-Tiago Pacheco Ramalho
18-Renan Rodrigues dos Santos
19-Samuel Cirqueira
20-Emerson Cirqueira de Araújo
21-Keven Alberto dos Santos Sousa
22-Juan Nascimeneto Santos
23-Calos Daniel Magalhães
24-João Vitor Lopes
25-Lucas Teixeira Lima
26-Paulo Vitor Soares Sousa
27-Marcos Vinicius Pires Rodrigues
28-Rodrigo Sousa Santos

Categoria Mirim 10-14 anos - Feminino (1km)
1- Vitória Bianca Pereira
2-Cinthia Araújo da Silva
3-Giulian Soares Sousa
4-Ysmara Marques Dias
5-Natália Cabral Carvalho
6-Ítala Jorrane Cavalcante da Silva
7-Emanuela Soares Sousa
8-Raiane Sousa Santos
9-Milena Geovana Wacker
10-Vanessa Sousa Lopes

Categoria Menores 15-17 anos - Masculino (3 km)
1-Felipe Augusto Pereira da Silva
2-Patric A. Folha
3-Francisco Márcio do Carmo Gomes
4-Rodrigo Ribeiro dos Santos

Categoria Juvenis 16-19 anos - Masculino (6 km)
1- Deusdedith Abilio Oliveira Rocha Neto

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Vem aí a 3ª Copa Tocantins de Cross Country de Atletismo


Ascom Sejuves – Secretaria da Juventude e dos Esportes do Tocantins

24 de janeiro de 2012

Visando difundir e desenvolver a prática do atletismo no Tocantins, e servir também para a seleção dos atletas que estarão representando o Estado na Copa Brasil Caixa de Cross Country, que será disputado na cidade de Rio Claro (SP), no dia 12 de fevereiro, vem aí a 3ª Copa Tocantins de Cross Country.

O evento será organizado pela Fato - Federação de Atletismo do Tocantins, em parceria com a Sejuves - Secretaria Estadual de Juventude e Esportes, no dia 29 de janeiro, às 8h, na Associação dos Cabos e Soldados, Chácara Santa Fé, Aureny IV (próximo à TO-050) em Palmas.

Segundo os organizadores, poderão participar da Copa, atletas filiados a entidades de prática do atletismo (clubes), regularmente filiadas a FATO, e em dia com suas obrigações, atletas não – filiados e população em geral. Somente concorrem à vaga para participar da Copa Brasil Caixa de Cross Country - atletas devidamente registrados e inscritos na federação.

Categorias
A Copa terá as seguintes provas, por categorias:
- Adulto masculino - atletas com idade a partir de 18 anos (nascidos a partir de 1994): 12 km;
-Adulto feminino - atletas com idade a partir de 18 anos (nascidas a partir de 1994): 6 km;
- Juvenil masculino - atletas com 16 a 19 anos de idade (nascidos de 1993 a 1996): 6 km;
- Juvenil feminino - atletas com 16 a 19 anos de idade (nascidas de 1993 a 1996): 6 km;
- Menores masculino - atletas com 15 a 17 anos de idade (nascidos em 1995 a 1997): 3 km;
- Menores feminino - atletas com 15 a 17 anos de idade (nascidas em 1995 a 1997): 3 km;
- Mirim masculino - atletas com 10 a 14 anos de idade (nascidos em 2002 a 1998): 1 km;
- Mirim feminino - atletas com 10 a 14 anos de idade (nascidas em 2002 a 1998): 1 km.

Em cada prova, as entidades participantes podem competir com quantos atletas desejarem, devendo, até uma hora antes da largada, confirmar os nomes de até seis atletas que formarão as suas equipes oficiais, sendo três o número mínimo de atletas para composição de uma equipe.

Inscrições
As inscrições para a competição estadual poderão ser realizadas na Associação dos Cabos e Soldados, Chácara Santa Fé, Aureny IV (próximo à TO-050) em Palmas.


Maiores informações: Mauricio – Federação de Atletismo: (63) 9235.5080;
Claudionor - Federação de Atletismo: (63) 9224.0404, ou
Alfredo - Secretaria Estadual de Juventude e Esportes: (63) 3218.1133.

Veja a seguir o Regulamento completo da competição:

REGULAMENTO DA 3ª COPA TOCANTINS DE CROSS COUNTRY


Art. 1º A 3ª COPA TOCANTINS DE CROSS COUNTRY tem a finalidade de difundir e desenvolver a prática desta modalidade do Atletismo no estado e de servir para a seleção de atletas para COPA BRASIL CAIXA DE CROSS COUNTRY e será realizada no dia 29/01/2012, às 08h00 na Associação dos Cabos e Soldados, Chácara Santa Fé, Aureny IV (próximo à TO-050) em Palmas.

Art. 2º A Copa é dirigida FATO e organizada pela mesma em conjunto com a Secretaria Estadual de Juventude e Esportes - SEJUVES.

Art. 3º Podem participar da Copa atletas filiados a entidades de prática do atletismo (clubes), regularmente filiadas a FATO e em dia com suas obrigações ou atletas não - filiados.

Art. 4º Somente concorrem a vaga para participar da COPA BRASIL CAIXA DE CROSS COUNTRY atletas devidamente registrados e inscritos na FATO.

Art. 5º A competição é realizada de conformidade com as Regras da IAAF e Normas da CBAt.

Art. 6º A Copa consta das seguintes provas, por categorias:

- Adulto masculino: 12 km;
- Adulto feminino: 6 km;
- Juvenil masculino: 6 km;
- Juvenil feminino: 6 km;
- Menores masculino: 3 km;
- Menores feminino: 3 km;
- Mirim masculino: 1 km;
- Mirim feminino : 1 km

# 1º - As distâncias constantes deste artigo podem sofrer ajustes em função do circuito em que as provas forem realizadas.

# 2º - As provas são realizadas, obrigatoriamente, em um só dia.

Art. 7º As faixas etárias para as categorias constantes no Art. 6º são as seguintes:

- Mirim : atletas com 10 a 14 anos de idade (nascidos em 2002 a 1998).
- Menores: atletas com 15 a 17 anos de idade (nascidos em 1995 a 1997).
- Juvenis: atletas com 16 a 19 anos de idade (nascidos de 1993 a 1996).
- Adultos: atletas com idade a partir de 18 anos (nascidos a partir de 1994).

# 1º - A idade a ser considerada é a que o atleta terá em 31 de dezembro de 2012.

# 2º - Os atletas da categoria de menores somente podem participar da prova de menores ou da prova de juvenis, não podendo participar de ambas, em função de serem realizadas no mesmo dia.

#3º Poderão participar da etapa estadual atletas e população em geral sem restrições.

#4º As categorias Mirim masculino e feminino serão apenas disputadas na fase estadual, com o objetivo de incentivar as crianças para a prática da modalidade atletismo.

Art. 8º - São condições para que o atleta participe da seleção para a Copa Brasil de Cross Country:

a) ser brasileiro;
b) estar devidamente registrado e inscrito na CBAt pela entidade que está representando na competição;
c) estar dentro do limite de idade estabelecido para a categoria em que for inscrito, sendo tomado o ano de nascimento para determinar a idade;
d) não estar cumprindo penalidade imposta pela CBAt ou por suas filiadas;

Art. 9º - A inscrição das equipes participantes é realizada on-line através do Sistema de Extranet da CBAt, cujas instruções serão encaminhadas em Nota Oficial da Confederação, incluindo o prazo de inscrições.

a) As inscrições para a competição estadual poderão ser realizadas na Associação dos Cabos e Soldados, Chácara Santa Fé, Aureny IV (próximo à TO-050) em Palmas.


Art. 10 - Em cada prova, as entidades participantes podem competir com quantos atletas desejarem, devendo, até 1 (hora) antes da largada, confirmar os nomes de até seis (6) atletas que formarão as suas equipes oficiais, sendo 3 (três) o número mínimo de atletas para composição de uma equipe.

Art. 11 - Por equipe, pontuam em cada prova, três (3) atletas.

Art. 12 - Cada categoria, de conformidade com o Art. 7º deste Regulamento, tem sua própria pontuação. Os resultados por equipes são determinados pela soma das colocações obtidas pelos competidores que pontuarem para cada equipe. A equipe com a menor soma de pontos é considerada vencedora.

Art. 13 - Para efeito da pontuação por equipes é considerada a classificação de todos os atletas que completarem o percurso, não sendo realizado qualquer tipo de ajuste na ordem de chegada.

Art. 14 - Em caso de empate é considerada melhor classificada a equipe cujo último atleta a pontuar esteja mais próximo do primeiro colocado.

Art. 15 - Não há um campeão geral por equipes.

Art. 16 - A arbitragem da competição será realizada por árbitros pertencentes ao Quadro da Federação.

Art. 17 - Por ocasião da Copa é realizado um Congresso que reúne os delegados de todas as equipes participantes inscritas no evento.

§ 1º - O Congresso fica sob a direção do representante da FATO que terá a auxiliá-lo um  secretário, por ele nomeado, e que juntamente com o Diretor da Competição .

§ 2º - Cada entidade pode credenciar até 2 (dois) delegados para participar dos debates, porém somente 1 (um) tem direito a voto.

Art. 18 - Todas as despesas são de responsabilidade das entidades participantes (transporte, hospedagem, alimentação, etc.).

Art. 19 - Os casos omissos são resolvidos pelo Conselho de arbitragem da FATO.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Saldo positivo para o Futebol Tocantinense de Base em competição em São Paulo










O Gurupi Esporte Clube, categoria sub 16, foi a melhor representante do Tocantins na 13ª Taça Internacional de Futebol do Interior Paulista, realizada de 13 a 21/01/2012 em São João da Boa Vista-SP, ao sagrar-se campeã da competição. A partida final foi contra a equipe Footbal Academy-SP ficando no empate 01 x 01 no tempo regulamentar e vencida pelo Gurupi E.C nos pênaltis por 04 x 02. Desta forma o Gurupi venceu invicto.

O outro representante do Tocantins nas finais deste sábado dia 21/01/2012 foi a equipe da Escolinha do 1º Batalhão da Policia Militar, categoria sub 14, que foi vice-campeã ao perder de AE Velozinho-SP pelo placar de 01 x 00. Louvável a atuação das duas equipes na competição, pois passaram como primeiros dos seus respectivos grupos, com 9 pontos cada, venceram as oitavas e quartas de final, sem precisar de decisão nas penalidades e ainda os jogadores Matheus Rodrigues da Silva e Igor Aires Cardoso ambos do Gurupi E. C. resultaram o Melhor Goleiro (4 gols sofridos) e Artilheiro (6 gols).

Fonte: http://www.rickeventos.com.br/
Fotos: Rafael

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Boa atuação das equipes tocantinses na 13ª Taça Internacional de Futebol do interior paulista 2012



Equipes do 1º Batalhão da Policia Militar do Tocantins

Desde o passado dia 13 de janeiro realiza-se em São João da Boa Vista-SP, a 13ª Taça Internacional de Futebol do interior paulista. A competição é o maior evento de base do Brasil e tem como slogam “O caminho para o sucesso futebolístico dos jovens passa por aqui” e reúne equipes nas categorias: sub 12, sub 14, sub 16 e sub 18. O Estado do Tocantins esteve representado pelas seguintes equipes: Escola do 1º BPM (categorias sub-14 e sub-16), Tocantins Futebol Clube (categoria sub-14 e sub-16), Gurupi Esporte Clube (categoria sub-16), Interporto Futebol Clube (categorias sub 14, sub 16 e sub 18).

Nesta quinta-feira dia 20/01/2012 foram realizadas as disputas dos terceiros colocados nas quatro categorias em disputa.

Os destaques dos representantes do Tocantins foram as equipes Gurupi E. C. (categorias sub-16 e sub 18) e Escolinha do 1º BPM (categoria sub-14) que estarão disputando as finais neste sábado dia 21 com as equipes Footbal Academy-SP e AE Velozinho-SP, respectivamente. Nas semifinais eles venceram as equipes ADC Alcoa Poços-MG (3X1) e Canguera FC-SP (3X0).

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Athilla Telles é o melhor tocantinen​se na São Silvestre


Sem contar com o principal nome do atletismo do Tocantins, na 87ª Corrida Internacional de São Silvestre, no final do ano passado, Eliésio Miranda, o melhor classificado foi o corredor Athilla Cavalcante Telles, que cruzou a linha de chegada na em 116ª colocação. Athilla, que é corredor de Araguaína, fechou os 15 km com o tempo de 53 minutos e 45 segundos. O etíope Tariku Bekele vencedor da prova masculina completou a corrida  em 43 minutos e 35 segundos. Em 2010, Athilla completou a São Silvestre em 487º com o tempo de 59 minutos e 1 segundo. O Tocantins contou no final do ano passado com a participação de 16 atletas durante a disputa da 87ª edição da São Silvestre, em São Paulo.
Melhor
Vale lembrar que Eliésio Miranda até hoje é o atleta que conquistou a melhor marca de um corredor do Tocantins na corrida paulista. Em 2008, ele correu os 15 km em 47 minutos e 28 segundos. Ele também obteve outras marcas importantes como em 2005, quando terminou em 24º com o tempo de 48 minutos e 10 segundos. A organização da São Silvestre, a Gazeta Esportiva só disponibilizou ontem o resultado oficial da corrida, que aconteceu no dia 31 de dezembro do mês passado nas ruas de São Paulo.

Classificação
116º Athilla Cavalcante Telles. Tempo: 00:53:45 
163º Jorge Ribeiro de Barros Filho. Tempo: 00:54:56
190º Ailton de Jesus Lopes. Tempo: 00:55:50
212º Gilvan Miranda Cardoso. Tempo: 00:56:19
454º Benones dos Santos Soares. Tempo: 01:00:17
554º Jonathan Santos da Costa. Tempo: 01:01:38
711º Marcelo Pereira Lima. Tempo: 01:03:30
1.413º Luiz dos Reis. Tempo: 01:09:17
1.988º Valdeny Pereira Almeida. Tempo: 01:12:33
2.648º Antônio Aires da Silva. Tempo: 01:15:34
3.143º Sandro de Lima Silva. Tempo: 01:17:47
3.13º Nivaldo Louzeiro da Silva. Tempo: 01:18:31
4.333º Gustavo Ferreira Silva. Tempo: 01:22:13
5.463º Joao Alves Ferreira. Tempo: 01:25:49
5.465º Marcio Greyk da Silva. Tempo: 01:25:49
13.415º Nelson Masaharu Saijo. Tempo: 01:54:30

Fonte: http://http://www.aloesporte.com.br/

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Campeão da São Silvestre planeja defesa do título e passeio em SP


Por Andre Sender, Em Notícias
Djalma Vassão/Gazeta Press

O etíope Tariku Bekele conquistou neste sábado a 87ª edição da São Silvestre em sua primeira participação da prova paulistana e já planeja voltar a São Paulo no fim de 2012 para defender seu título. Na ocasião, o atleta africano espera ter tempo para visitar alguns dos pontos turísticos da cidade.

O etíope, irmão mais novo do campeão olímpico e recordista mundial dos 5km e 10km, Kenenisa Bekele, esteve entre os primeiros colocados desde o início da prova. Ele seguiu o pelotão de elite até forçar mais o ritmo e se distanciar dos rivais para vencer com tranquilidade, com o tempo de 43min35s.

"Se a organização me convidar para correr no ano que vem, ficarei feliz de vir novamente ao Brasil", disse Bekele no primeiro dia de 2012. "Desta vez só fiquei aqui três dias, então foquei na corrida. Daqui a pouco já tenho que ir para o aeroporto. Talvez no ano que vem, se eu voltar, tenha tempo de visitar algum lugar", completou.

Outra esperança de Bekele é retornar ao Brasil e não encontrar a forte chuva que atingiu São Paulo durante a São Silvestre, neste sábado. O africano se assustou com o volume de precipitação na cidade e apontou a água, o alto nível dos adversários e a subida da Avenida Brigadeiro Luiz Antônio como as principais dificuldades da prova.

"A parte mais difícil foi a subida. Depois de 9km você está cansado e ela é tão grande, é um horror", brincou Bekele. "Foi uma corrida muito difícil e estou muito cansado. Nunca tinha corrido com uma chuva tão forte, dificultou um pouco para forçar o ritmo durante a corrida".

Para a temporada 2012, o atleta africano tem como principal objetivo uma participação nos Jogos Olímpicos de Londres. Ainda sem vaga assegurada, ele espera se classificar para o evento nas provas de 5 mil e 10 mil metros, em que seu irmão dominou o cenário mundial nos últimos anos.

Queniana campeã dispensa festa e vê Réveillon pela televisão

Por Andre Sender, Em Notícias
Djalma Vassão/Gazeta Press

A queniana Priscah Jeptoo dispensou grandes festas para comemorar sua vitória na 87ª edição da Corrida de São Silvestre, neste sábado, 31 de dezembro. A atleta passou a virada do ano no hotel, com outros participantes da prova e viu pela televisão as comemorações nas principais cidades do Brasil.

Priscah conquistou a vitória após disputa dura com a etíope Wude Ayalew, campeã em 2008. Com passadas mais largadas do que sua adversária, a queniana levou vantagem nos metros finais e cruzou a linha de chegada apenas 4s antes de sua adversária. Eunice Kirwa, do Quênia, Nadia Ejjafini, da Itália, e Rumokol Chepkanan, do Quênia, completaram o pódio.

"Passei o ano novo com outros corredores, foi realmente muito legal, muito bonito. Vi a comemoração na televisão, foi de verdade muito lindo", disse Priscah, na manhã deste domingo no hotel em que ficou hospedada nos últimos dias.

Já como campeã da São Silvestre, a queniana se divertiu com outras duas compatriotas ao procurar sua foto nos jornais brasileiros. Mesmo sem entender português, Priscah olhou as páginas dos cadernos de esportes por minutos, sentada no sofá da recepção do hotel e esboçou sorrisos tímidos ao encontrar sua imagem reproduzida.

Assim como a maioria dos corredores, a campeã da São Silvestre apontou a forte chuva que atingiu São Paulo como o fator de maior dificuldade durante a prova. "Ficou bem mais difícil, porque com a chuva o músculo se contrai e fica ruim de correr, mas consegui superar isso", explicou