terça-feira, 8 de outubro de 2013

Casa & Vídeo apresenta: I BRASILEIRO DE FUTEVÔLEI 4 x 4


Brasileiros (esq) e paraguaios duelam durante o Mundial de futevôlei 4x4, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro Wagner Meier/AGIF


Ex-meia Djalminha mostra sua habilidade durante o Mundial de futevôlei 4x4, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro Wagner Meier/AGIF

Campeonato, que agitará as areias de Ipanema em outubro, terá a participação de ídolos do futebol
A praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, receberá entre os dias 25 e 27 de outubro jogadores de futevôlei para a disputa da primeira edição do Brasileiro de Futevôlei 4x4. Aldair (ex-Seleção), Pedrinho (ex-Vasco), Claudio Adão (ex-Flamengo e Corinthians) e Giovanni (ex-Santos) são alguns dos ídolos do futebol que aposentaram as chuteiras e reforçarão seus times nas areias.

Oito equipes estarão em quadra na disputa pelo título inédito, sendo que duas delas representando o Rio de Janeiro, com Pedrinho e Felipe Adão como capitães. O time do Espírito Santo será liderado por Aldair enquanto Minas Gerais contará com Claudio Adão e o Distrito Federal com Wilson Goiano. No Paraná, o capitão será Gustavo e Santa Catarina terá o reforço de Dirlei. Por fim, Giovanni será o capitão do time de São Paulo. A entrada é gratuita. O SporTV transmitirá os jogos ao vivo.

Diferentemente do futevôlei tradicional, a modalidade 4x4 tem quatro jogadores em cada equipe e a rede é mais baixa, o que torna a partida mais dinâmica. O formato foi desenvolvido pensando em entretenimento, com foco no público e nas transmissões da televisão. A realização do primeiro campeonato brasileiro da modalidade mostra o fortalecimento do esporte e é mais um passo rumo à profissionalização.

Na fase classificatória, nos dias 25 e 26 de outubro, as partidas serão disputadas em sets únicos de 25 pontos, assim como as semifinais. A final, no dia 27 de outubro, será jogada em melhor de três sets.

"É um orgulho participar dessa iniciativa que reúne tantos nomes importantes do esporte em um símbolo de beleza do cotidiano carioca, que é a Praia de Ipanema. O Rio é hoje o foco de atenções no Brasil e no mundo e queremos estar sempre ligados à imagem da cidade", disse Lais Provedel, Diretora Comercial da Casa & Vídeo.

A Casa & Vídeo apresenta o Brasileiro de Futevôlei 4x4, que tem patrocínio da Imediata, correspondente do banco BMG, da Sul América e Yamaha, com apoio da Prefeitura do Rio, Ironage, hotel Praia Ipanema, Domino’s pizza, cinemas Kinoplex, Rádio Sul América Paradiso e Metrô Rio. Promoção IMX. Este projeto conta com a Lei Estadual de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro. Realização Futerj e Chancela Novo Futevôlei Brasil (NFvB).

Apoio Social
A IMX apóia o projeto Saúde Criança, organização social que trabalha para promover o autossustento das famílias de crianças em risco social, provenientes de unidades públicas de saúde.


História do esporte

Líder do ranking mundial do esporte, o Brasil é o berço do futevôlei, que começou a ser praticado nas praias do Rio na década de 1960 e foi inicialmente batizado "pévolei". Grandes jogadores de futebol profissional, como os tricampeões mundiais Jairzinho e Fontana e o atacante argentino Doval estão entre os primeiros craques a experimentar a nova modalidade.

As primeiras associações e federações estaduais de futevôlei foram criadas na década de 1990. Em 1998, surgiu, em Goiânia, a Confederação Brasileira de Futevôlei (CBFv), que organizou os primeiros campeonatos nacionais oficiais, em que se destacaram jogadores como Renan, Helinho, Dico e Guigui, entre outros.

A partir de 2002, a entidade promove, anualmente, o Circuito Brasileiro masculino principal. O ano de 2002 também marcou a fundação da Federação Internacional de Futevôlei (FIFv). No ano seguinte, foi disputado o primeiro Mundial da modalidade, em Atenas, Grécia, com a participação de 18 duplas de 14 países. Helinho e Magrão trouxeram o primeiro título mundial para o Brasil. Em 2004, o país sediou seu primeiro Mundial, jogado em Brasília, e vencido pela dupla Belo/Marcelinho.

As mulheres começaram a ganhar espaço em 2006, quando a CBFv oficializou o primeiro Campeonato Brasileiro na categoria feminina, em Goiânia. As campeãs foram Marcinha/Lana. No mesmo ano, teve lugar o primeiro campeonato nacional de categorias de base (sub-17), vencido por Cicinho/Wilsinho.

O I Circuito Mundial Masculino de Futevôlei foi jogado em 2007. Dali em diante, os brasileiros vêm mantendo a hegemonia na modalidade.

Mais informações:
RPM Comunicação
www.rpmcom.com.br
Flavia Flores - flavia@rpmcom.com.br
(21) 3478-7404/ 8272-2320
Luna Vale - luna@rpmcom.com.br
(21) 3478-7409/ 8222-0274

Nenhum comentário:

Postar um comentário