sábado, 30 de março de 2013

Curso de Arbitragem de Futebol Sete em Araguaína, Tocantins




Será realizado no período de 05 a 07 de abril do corrente, na Cidade de Araguaína, norte do estado, Curso de Arbitragem de Futebol Sete. 

O local escolhido foi a sede da Diretoria Regional de Ensino de Araguaína, esta é uma organização da Liga Norte de Futebol Sete, com a chancela da Federação Tocantinense de Futebol 7 Society e apoio da Associação dos Oficiais de Arbitragem do Tocantins(ASFATO).


Mais informações com Rozivelton Almeida pelo celular: (63)9235-4374.


Programação:

05/04 Sexta-feira das 18hs ás 22hs;

06/04 Sábado das 07:30h ás 11:30h e das 13:30h ás 17:30h.

07/04 Domingo das 8hs ás 12hs


Realização e Organização: Liga Norte de Futebol Sete(LNFS)

Chancela: Federação Tocantinense de Futebol 7 Society
Apoio: Associação dos Oficiais de Arbitragem do Tocantins(ASFATO)

Principais mudanças nas regras:

Como acontece a cada ano a comissão responsável pela arbitragem nacional, pelas regras oficiais da modalidade Futebol Sete (society) se reuniu no começo deste ano juntamente com os representantes das federações estaduais e fez algumas mudanças importantes nas regras oficiais. As principais foram referentes aos cartões disciplinares. Vejam o que mudou para este ano.

O cartão azul foi extinto.
No caso da aplicação do cartão amarelo, a principal diferença é que o jogador que levar um amarelo ficará fora da partida por dois minutos cronometrados de bola em jogo. Anota-se falta pessoal para o jogador, falta coletiva para a equipe e o jogador pode ser substituido imediatamente por outro atleta. 

Para o cartão vermelho, a diferença é que ao levar um cartão vermelho o jogador está expulso da partida, devendo deixar imediatamente o campo de jogo, não podendo ficar nem no banco de reservas, ele deve deixar o recinto. Anota-se falta pessoal para o jogador, falta coletiva para equipe e ela ficará por dois minutos cronometrados de bola em jogo sem um jogador, com um jogador a menos. Após cumprir os dois minutos a equipe pode repor este jogador, voltando a ter o mesmo número de jogadores do início da partida. No lugar daquele jogador que foi expulso entrará outro jogador. As equipes não ficarão mais com jogadores a menos no restante da partida devido a cartão vermelho. Para que a equipe possa se re-compor, entrar outro jogador devido à punição por cartão disciplinar é necessário que a partida esteja paralisada, com a bola fora de jogo e que o árbitro autorize esta entrada em campo.
  
O objetivo das mudanças é melhorar o nível das partidas nos quesitos anti-jogo e jogo violento, fazendo com que as equipes cometam o menor número de faltas e que a partida seja mais bem jogada.