sexta-feira, 11 de julho de 2014

Descubra a poderosa biomassa da banana verde

Telma Ranalli, consultora Webrun da seção de Nutrição, aponta os benefícios da fruta e ensina receitas para adequá-la a alimentação.

A biomassa de banana verde já é conhecida há cerca de duas décadas, mas só ficou famosa graças à divulgação crescente de seus benefícios. Trata-se de um purê preparado com a polpa da fruta ainda verde e usado como espessante em diversas preparações.
A fruta pode ser servida em smoothies ou creme de frutas vermelhas. Foto: jongnonkuk


A fruta pode ser servida em smoothies ou creme de frutas vermelhas. Foto: Jongnonkuk

A banana verde, principalmente quando cozida, contém mais amido resistente do que a banana madura, 
um nutriente que não é digerido ou absorvido pelo intestino grosso, mas fermentado que resulta na 
formação de substâncias que auxiliam a saúde intestinal.
O amido resistente favorece a integridade da mucosa, contribuindo para a correta absorção dos nutrientes e impedindo a entrada de invasores. Com esta barreira, é possível prevenir diarreias, obstipação e até o câncer.
Como se não bastassem todos os benefícios para o intestino, a banana verde apresenta baixo índice glicêmico, ou seja, distribui o açúcar lentamente pelo corpo evitando picos de insulina e contribuindo para a sensação de saciedade. Isso significa que ela é uma grande aliada para quem quer emagrecer de forma saudável.
Existem duas opções para consumir a biomassa de banana verde: você pode fazer a biomassa ou comprar pronta em lojas de produtos naturais, o que é bem mais prático — e mais eficaz, pois o produto apresenta melhor qualidade de fibras por ter um processo mais controlado. Mas, se você quiser preparar em casa, segue o passo a passo:
1) Primeiro, lembre-se que a banana verde não deve ter passado por aclimatação (pergunte ao fornecedor);
2) Separe as bananas do cacho com uma faca ou tesoura, com cuidado para que se mantenham íntegras e bem fechadas. Lave com esponja, água e sabão, enxaguando bem;
3) Em uma panela de pressão, coloque água até a metade. Espere ferver, acrescente as bananas e tampe a panela. Quando começar a soltar o vapor pela válvula, abaixe o fogo e cozinhe por 10 minutos;
4) Desligue o fogo, mas não abra a panela nem a coloque sob a água da torneira. A pressão deve ser liberada naturalmente;
5) Rapidamente, descasque a fruta ainda quente com ajuda de um garfo e bata no liquidificador ou no processador até obter uma pasta. Se estiver difícil de bater, acrescente um pouco de água. Utilize a biomassa em seguida ou congele em formas de gelo. Em geladeira, tem validade de 3 a 5 dias e sob congelamento, até 3 meses.
6) Descongele a biomassa em banho-maria (para não talhar) e só então junte às receitas. Pode ser usada congelada somente em smothies e sucos.
O creme pode ser servido com granola. Foto: leonid_shtandel/FotoliaO creme pode ser servido com granola. Foto: leonid_shtandel/Fotolia
Receita: Creme de frutas vermelhas sem lactose
Ingredientes:
¾ xícara chá tofu macio, sem sal e temperos;
1 xícara chá frutas vermelhas (morango, mirtilo, amora);
2 colheres sopa suco limão siciliano ou limão taiti;
4 colheres sopa açúcar mascavo ou demerara;
½ xícara chá biomassa de banana verde (ou 2 cubos de biomassa congelada).
Modo de fazer:
No liquidificador, bata todos os ingredientes até obter uma mistura lisa e homogênea. Leve para gelar. Sirva com granola sem glúten.
Rendimento: 4 porções
Calorias por porção: 139

Telma Ranalli


Consultora Webrun da seção de Nutrição. Graduada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo e Especialista em Nutrição Clínica, Nutrição Funcional e Administração Hospitalar.

Contatos:
Consultório particular: Alameda Santos, 211 Cj.1402 – Cerqueira César – São Paulo. Cel.: (11) 99900-9598
Site / Email: contato@telmaranalli.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário