quinta-feira, 17 de julho de 2014

Fonte de Vitamina C, mexerica inibe radicais livres

Fruta de inverno hidrata, tem fibras e ainda previne doenças

Bergamota no sul, mexerica no sudeste, mimosa no nordeste. Todos esses apelidos são para nomear a tangerina (este é o nome oficial dela), fruta cor de laranja, cítrica, com bastante suco e riquíssima em vitaminas e que possui diferentes espécies, por isso tantos nomes. A época de safra da fruta é entre junho e agosto, portanto você vai encontrá-las em um preço bem acessível nos mercados e feiras pela cidade.
De qual você gosta mais: a fruta grandona com a casca bem solta dos gomos – a pokã, que vem da planta citrus reticulada -, ou aquela pequena, com a casca mais fina e bem grudada – a mexerica que vem da citrus deliciosa? Ambas garantem muitas fibras que ajudam na digestão, suco que hidrata e vitaminas que blindam seu organismo.
“ela é rica em vitamina c que tem ação antioxidante e é inibidora da ação dos radicais livres formados durante a atividade física. Estudos apontam que ela também pode garantir benefícios em relação à dor e lesão muscular”, afirma Andrezza Botelho, nutricionista de são paulo. Esta vitamina é a mesma que previne de resfriados e combate o envelhecimento, melhorando a absorção de ferro no músculo. A vitamina a, precursora do betacaroneto, presente na fruta, deixa a pele, cabelos e olhos mais bonitos, estimulando o colágeno. Vitaminas do complexo b1 e b2 ajudam na reconstrução das estruturas de nervos.

A mexerica é uma ótima opção para o inverno. Foto: Natika/ FotoliaA mexerica é uma ótima opção para o inverno. Foto: Natika/ Fotolia
Uma pesquisa realizada na Universidade de Western Ontário, no Canadá, confirmou que a tangerina tem uma substância conhecida como nobiletina, que previne o aumento do colesterol ruim (HDL) e triglicérides. A fruta também aumenta a produção de insulina e a glicemia do sangue. “Por conta desses benefícios, previne o organismo de diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares”, afirma Roseli Rossi, nutricionista especialista em nutrição esportiva
A fruta pode ser consumida antes ou depois do exercício. Se for antes, é importante que você coma o bagaço também. “A fibra demora mais tempo para ser digerida e precisa de quase uma hora para estar presente na circulação. O carboidrato da fruta chega mais lentamente ao organismo”, explica Roseli. Por conta das fibras, a fruta promove saciedade e bom fluxo da função intestinal, retardando o esvaziamento gástrico. Se for ingerir depois, procure tomar o suco - pode ser a polpa congelada - para repor os sais minerais.
A tangerina não é uma fruta rica em carboidratos, pelo contrário, tem baixas calorias. Dependendo da sua atividade física, duas porções são o ideal para você ingerir antes de malhar.

Seleção Brasileira viaja para o Mundial de Juvenis nos EUA

Da Assessoria de Imprensa da CBAt

São Paulo - A Seleção Brasileira que disputará o Campeonato Mundial de Atletismo de Juvenis em Eugene, nos Estados Unidos, de 22 a 27 deste mês, viaja nesta quarta-feira 16. Os 23 atletas convocados (12 homens e 11 mulheres) tem embarque previsto para as 21:10, no voo da United Airlines UA 844, no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.


Para João Paulo Alves da Cunha, da comissão técnica da equipe nacional, vários atletas têm condições de disputar um lugar na final. "Já na disputa de uma final, a luta é pela melhor colocação", afirmou João Paulo. Entre os vários nomes que podem alcançar uma boa posição, o treinador cita Izabela Rodrigues (arremesso do peso e lançamento do disco), Núbia Soares (triplo) e Vitor Hugo dos Santos (100 m e 200 m).


Abaixo, a Seleção do Brasil:


Masculino
Vitor Hugo dos Santos (Brasil Foods/ILF-RJ) - 100 - 200 m 
Thiago André (Pé de Vento/Caixa-RJ) - 800 - 1.500m 
Julio Cesar de Oliveira (Powerade Team-RJ) - 110 m com barreiras 
Gabriel Oliveira Constantino (Powerade Team-RJ) - 110 m com barreiras 
Jucian Rafael Pereira (AABLU-SC) - 400 m com barreiras
Iago da Silva Martins (CSS II Exército-SP) - 400 m com barreiras
Bruno Valério de Souza (Brasil FC/Fupes-SP) - salto em distância e salto triplo
Lucas Marcelino dos Santos (Orcampi/Unimed-SP) - salto em distância
Mateus Daniel Adão de Sá (Orcampi/Unimed-SP) - salto triplo 
Valdivino Vinicius dos Santos (AA Jaboticabal-SP) - arremesso do peso 
Alex Aparecido Soares (IEMA-SP) - decatlo
Jefferson de Carvalho dos Santos (ASA São Bernardo-SP) - decatlo 



Feminino
Vitória Cristina Rosa (EMFCA-RJ) - 100 - 4x100 m 
Tamiriz de Liz (Corville-SC) - 100 - 4x100 m 
Mirna Marques da Silva (Centro Olímpico-SP) - 200 - 4x100 m 
Evelyn Oliveira de Paula (Vasco da Gama-RJ) - 4x100 m 
Letícia Cherpe de Souza (Centro Olímpico-SP) - 4x100 m 
Ana Paula de Oliveira (Orcampi/Unimed-SP) - salto em altura 
Janaina Aparecida Fernandes (Paulistano de São Roque-SP) - salto em distância 
Gabriele Sousa dos Santos (EC Rezende-SP) - salto triplo 
Nubia Aparecida Soares (Clã Delfos-MG) - salto triplo 
Izabela Rodrigues (BM&FBovespa-SP) - arremesso do peso - lançamento do disco 
Edivania dos Santos Araújo (ARPA/SMEL-SP) - lançamento do dardo 



Comissão Técnica
Treinador-chefe: Marcelo Lima (SP). Treinadores: Neusa Aparecida Amaral (RJ), Adauto Domingues (SP), Tania Fernandes de Paula Moura (SP), Roberta Cristiane Braz de Oliveira (SP), José Cordeiro de Carvalho (SP), Abel Mendes dos Santos (MG), João Paulo da Cunha (SP).