terça-feira, 14 de julho de 2015

Com foco na qualidade de vida, Ciência e Tecnologia promove 1º Mobiliza Agetec













Cerca de 150 pessoas participaram na manhã de sábado, 11, do 1º Mobliza. Projeto desenvolvido pela Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação (Agetec) que visa promover uma melhor qualidade de vida entre os servidores do órgão.
A programação do evento contou com um passeio ciclístico, saindo da Praça dos Girassóis, indo até o Parque Cesamar, local onde os participantes se reuniram para um café da manhã com amigos e familiares e em seguida fizeram uma caminhada pelo parque.
Segundo o presidente da Agetec, George Brito, o projeto nasceu da necessidade de proporcionar aos colaboradores da pasta momentos de integração, entretenimento, como também, de conscientizá-los de uma vida mais saudável. "Além dessa ação de hoje, a função do Mobiliza é ainda maior. Queremos ao longo desse ano desenvolver um conjunto de atividades focadas no respeito, na valorização e na melhoria da qualidade de vida", afirmou, acrescentando que os servidores da Agetec contam também com aulas de ginástica laboral durante a semana.
Neuma Sousa, representante da academia Fit Studio Personal, parceira na promoção do evento, disse que a falta de exercícios físicos pode causar diversas doenças e destacou a importância de sair do sedentarismo. "Queremos com essa ação mostrar a importância e os benefícios da prática de atividades físicas para se ter uma vida com qualidade para um envelhecimento com saúde".
O I Mobiliza contou com a participação do Superintendente Estadual da Juventude, Ricardo Ribeirinha, e de representantes da Universidade da Maturidade (UMA).
Foram parceiros na realização projeto, o Governo do Estado, a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (SEELJ) e a Secretaria de Estado da Comunicação (Secom), além da Prefeitura Municipal de Palmas, por meio da Fundação Municipal de Esportes e Lazer (Fundesportes) e da Secretaria Municipal de Acessibilidade Mobilidade Trânsito e Transporte.

Antônio Wilson vence a primeira Corrida de Rua de Porto Nacional





O atleta tocantinense Antonio Wilson faturou a primeira Corrida de Rua de Porto Nacional disputada na manhã deste domingo, em Porto. Ele terminou na ponta seguido pelo corredor Nego Léo, que vinha vencendo as outras provas do Estado nos últimos dias, como a Corrida do Bombeiro, no último final de semana. 

A largada e chegada aconteceu na Avenida Beira- Rio (em frente ao Flutuante Mãe Maria III), com uma distância de 7 km. A prova faz parte das comemorações do aniversário de emancipação dos 154 anos de Porto Nacional.
  

O evento é organizada pela Prefeitura Municipal de Porto Nacional e Federação Tocantinense de Atletismo, com apoio da Guarda Municipal, Secretaria Estadual do Esporte, Lazer e Juventude, Tiro de Guerra, Policia Militar, Bombeiros, Secretaria Municipal da Saúde, Paroquia Nossa Senhora das Mercês, Secretaria Municipal de Projetos, Secretaria Municipal de Infraestrutura, entre outros.













Edileia Matos briga por medalha nos Jogos Pan-Americanos do Canadá

Depois de chegar em quinto lugar na prova K-4 500m por equipe em sua estreia, no último sábado, em Toronto, no Canadá, a canoísta tocantinense Edileia Matos dos Reis garantiu ontem presença na final individual K-1 200 m ao terminar em terceiro lugar na repescagem, com o tempo de 45s907, atrás apenas da americana Kaitlyn McElroy e da colombiana Yeri Muñoz. Revelada pelo projeto da Associação de Canoagem de Porto Nacional (ACPN), Edileia vai brigar novamente pela medalha inédita para o Tocantins em Jogos Pan-Americanos hoje.
MEDALHAS
A canoagem brasileira conquistou quatro medalhas nas disputas ontem, em Welland, pelos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. Isaquias Queiroz levou um ouro no C1 1.000 metros e uma prata no C2 1.000 metros, ao lado de Erlon Silva. Celso Dias e Vagner Souta ganharam o bronze no K2 1.000 metros e Ana Paula Vergut ficou em terceiro lugar no K1 500 metros.Com duas medalhas no peito, Isaquias foi o grande nome do Brasil, ainda mais porque ganhou a medalha de prata menos de uma hora após ter conquistado o ouro. “A gente sabia que poderia ganhar a medalha, mas que seria difícil. Apesar do cansaço, fomos até o fim e ficamos com a prata”, disse. Seu companheiro Erlon também festejou. “Já somos respeitados pelo nosso trabalho”.