terça-feira, 26 de abril de 2016

Corrida das Arnos reúne mais de 200 garotos e garotas entre 5 e 14 anos

Fotos: Silvino Rodrigues

Reinaldo Cisterna
http://ww.aloesporte.com.br/

Com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), aconteceu neste domingo, 25,  em Palmas, em frente a Escolinha Nilton Santos, a 5ª Corrida de Mirim das Arnos, e que contou com a participação de 250 crianças inscritas na faixa de 5 a 14 anos, nas categorias masculino e feminino.

Na categoria masculino 5/6 anos, o vencedor foi Pedro Henrique, enquanto na 7/8 anos, o campeão foi o garoto Kauan da Silva. Já na categoria 9/10 anos, o o primeiro colocado ficou o garoto Cauan. Na categoria 11/12 anos o campeão foi Matheus Machado, e na categoria 13/14 anos, o primeiro a cruzar a linha de chaga foi o atleta Acton Souza.

Feminina
Na categoria feminina 5/6 anos, a primeira colocada foi Luana Lima, enquanto na 7/8 anos a campeã foi Carollyne Lorrane. A garota Talita Souza faturou a prova dos 9/10 anos. Já na categoria 11/12 anos a primeira colocada foi Aline Santos. E na prova de 13/14 anos a liderança foi da atleta Hayne Esteffane.
Os cinco primeiros colocados de cada categoria receberam premiação, sendo que o  primeiro, segundo e terceiro colcoados, respectivamente, levaram troféu. Já o quarto e quinto colcoados, receberam medalhas. O evento foi organizado pelo desportista Nei das Arnos, por meio da Associação das Arnos de Corrida de Rua (AACF).

Resutados
Masculino
Categoria 5/6 anos 
1º Pedro Henrique
2º João Lucas
3º Davi Eduardo
4º Vitor Alves
5º Gabriel dos Anjos

Categoria 7/8 anos
1º Kauan da Silva
2º Antônio Wanderson
3º Diego
4º Samuel Souza
5º João Pedro

Categoria 9/10 anos
1º Cauan
2º Ibis
3º Richerdy
4º Carlos Henrique
5º Kallyson

Categoria 11/12 anos
1º Matheus Machado
2º Matheus Rodrigues
3º Pedro Henrique
4º Gustavo Cabral
5º Kaic Da Cruz

Categoria 13/14 anos
1º Acton Souza
2º Paulo Jean
3º Sávio Vinícius
4º Davi Oliveira
5º Filipe Silva

Feminino
Categoria 5/6 anos
1º Luana Lima
2º Ana Carolina
3º Katarina Silva
4º Rebeca
5º Maísa Oliveira

Categoria 7/8 anos
1º Carollyne Lorrane
2º Izabela Vitória
3º Ane Caroline
4º Ana Júlia 
5º Ana Lívia

Categoria 9/10 anos
1º Talita Souza
2º Raquel
3º Sofia Silva
4º Rauane
5º Sarah

Categoria 11/12 anos
1º Aline Santos
2º Geovana Rodrigues
3º Tayelle
4º ESteffanne Brito
5º Esteffane Leal

Categoria 13/14 anos
1º Hayane Esteffane
2º Geovana Santos
3º Cleusa Castro
4º Tahaís Feitosa
5º  Tarcianny Soares































sexta-feira, 15 de abril de 2016

Triatleta cubana hacia Copa del Mundo




Foto: Internet
LA HABANA.—La cubana Leslie Amat partirá esta semana hacia la urbe china de Chengdu para intervenir el 16 próximo en la Copa del Mundo de Triatlón, que otorgará puntos válidos para la clasificación a la cita estival brasileña.
Amat, quien intenta adjudicarse el cupo número 53 por América para la justa olímpica de Río de Janeiro, de agosto venidero, buscará por vez primera acumular puntos en este tipo de eventos, que hasta la fecha solo ha obtenido en Copas Panamericanas.
Comentó Alejandro Puerto, comisionado nacional de la disciplina, que la representante de la Mayor de las Antillas viajará a la urbe china acompañada por su entrenador Dióseles Fernández.
La cubana deberá ubicarse entre las 30 y 40 primeras competidoras, en pos de sumar puntos al ranking y mantener vivas sus esperanzas de clasificación, sobre todo para optar por una de las cuatro plazas "nueva bandera", la cual otorga cupos al primer triatleta de cada clasificación continental, cuyo país no tiene cupos asegurados, agregó Puerto.
Igualmente, el directivo especificó que la caribeña tratará de obtener su clasificación por las vías aún disponibles, puesto que esperar por una de las dos invitaciones de la comisión tripartita de la Unión Internacional del deporte, es más complicado.  
Asimismo, agregó que Leslie también estará presente en la Copa del Mundo de Huatulco, México, previsto para el venidero 7 de mayo, uno de los últimos certámenes que otorgarán pasajes a Río de Janeiro, antes del cierre de la carrera olímpica el día 15 del propio mes.(ACN)

Yipsi, ¡mucho martillo!

CUBANOS EN EL ATLETISMO OLÍMPICO

Yipsi Moreno inició en Sidney 2000 una senda olímpica con un sello inigualable hasta hoy por cualquier otra representante femenina del atletismo cubano bajo los cinco aros

Entre los éxitos de Yipsi se cuentan tres títulos mundiales seguidos (2001-2003-2005).

foto: Ismael Francisco  


Apareció en Juegos Olímpicos durante la segunda edición de París 1900. Pero tardó 100 años en perder su exclusividad varonil.
Hasta Sydney 2000 no debutaron lanzadoras de martillo, entre ellas una juvenil cubana de gritos y coraje competitivo estremecedores.
Impresionó su significativo cuarto lugar sin todavía cumplir los 20 años de edad. No tenía más credenciales que cuarta en el mundial juvenil de 1998 y plateada en los Juegos Paname­rica­nos de Winnipeg 1999, pues no clasificó en el Mundial de Sevilla de ese mismo año.
En la ciudad australiana, Yipsi Moreno inició una senda olímpica sin realizarse con el sueño dorado de todo atleta, mas signada con un sello inigualable hasta hoy por cualquier otra representante femenina del atletismo cubano bajo los cinco aros.
A Sydney fue la única vez que acudió a competir en solitario. La camagüeyana entusiasmó a otras chicas pese a la rudeza del implemento.
En Atenas 2004, Beijing 2008 y Londres 2012 Cuba contó con tercetos de especialistas, igualando la secuencia de 1996 a 2004 de las jabalinistas, aunque sin lucir igual de sobresalientes.
Sin embargo, esas citas atesoran el hito de dos cubanas encima del podio, cuya dimensión abarca todo el atletismo cubano olímpico masculino y femenino. Fue en la capital helénica. Yipsi disfrutó su primer sitial plateado y a su lado Yunaika Crawford, bronceada. Dos medallas y 13 puntos de golpe, aunque desacompañadas por el lejano lugar 37 de Aldenay Vasallo.
Siempre tuvo delante a potentes rivales europeas, sobre todo rusas. Pero Yipsi  se las agenció para repetir el subtítulo cuatro años después en Beijing, donde Crawford no fue igual (31) y la debutante Arasay Thondike aceptó el puesto 15.
Llegó Londres 2012. De  nuevo Cuba a probar con tres martillistas. Y de nuevo deudas en los propósitos. Thondike de repitente retrocedió al 23 y la novel Ariannis Vichy ancló en el 25.
Pero Yipsi volvió a sacar la cara. ¡Vaya estirpe de luchadora! Había hecho un alto para ser madre y transitaba por los 31 años de edad. Guardó pólvora para la despedida olímpica con un meritorio sexto escaño.
Igual será recordada por varias cimas compartidas o en solitario. ¡Cuatro Juegos seguidos.  Doce años al máximo nivel!

La antecedió Yumileidi Cumbá (bala, 1996-2008) y entre varones es coto exclusivo de los saltadores Iván Pedroso (longitud) y Yoelbi Quesada (triple), ambos alineados de 1992 a 2004. Un cuarteto de atletas fastuosos con Yipsi, primera con dos medallas olímpicas, sin demeritar las solitarias doradas de Pedroso y Cumbá, ni el bronce de Yoelbi.

Sus dos preseas igualan numéricamente a otras seis mujeres con menos Juegos en su aval, aunque algunas fueran corredoras y tu­vieron mayores posibilidades por intervenir en varias pruebas. Solo la supera cualitativamente la jabalinista Olisdeilys Menéndez (oro y bronce).
Es la líder de todos los tiempos en el capítulo de puntos aportados al atletismo cubano por figuraciones entre las ocho finalistas.
Ninguna otra fémina cubana se acerca a sus 22 puntos pese a la estelaridad de Olisdeilys (17), Ana Fidelia Quirós o Yarelis Barrios (ambas 13).
Quienes igual asistieron a cuatro Juegos tampoco se aproximan, pues Pedroso y Que­sada tributaron 15 cada uno. Cumbá 11.
Es más, en todo el atletismo olímpico cubano solamente tiene delante, y por la mínima, al in­menso Alberto Juantorena, acreditado con 23 unidades.
El palmarés de la discípula de Eladio Her­nández muestra pináculos como tres títulos mundiales seguidos (2001-2003-2005) y otras sobresalientes faenas universales, continentales y regionales.
Más exaltamos la arena olímpica, donde Yipsi fue ¡mucho martillo!

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Corrida das cores: Run or Dye, etapa em Palmas será no dia 16 de abril de 2016


Run or Dye (Foto: Divulgação/WGF Eventos)Palmas vai receber a Run or Dye pela segunda vez (Foto: Divulgação/WGF Eventos)
Sem vencedores e sem preocupação com a linha de chegada: os participantes da corrida Run or Dye em Palmas se preparam intensamente. A prova corresponde à 2ª etapa do Circuito Virgílio Coelho de Corridas de Rua. Ao todo serão 1,2 mil participantes. 
A corrida será no dia 16 de abril e tem como principal característica o festival de cores promovidos através dos pós coloridos derramados sobre os participantes ao longo do percurso.
Nesta etapa não há cronometragem de tempo ou limite de idade para a participação. Por ser uma prova festiva e sem contagem de tempo, a etapa não vale pontuação para o ranking do circuito.
O percurso de 5 km será na Vila Olímpica, ao lado do estádio Nilton Santos e a largada está marcada para as 17h. A expectativa é que três mil pessoas participem do evento.
Essa é a segunda vez que a corrida mais colorida do mundo acontece em Palmas. A primeira edição foi em outubro de 2015 e reuniu mais de duas mil pessoas que coloriram a orla da praia da Graciosa.
Run or Dye – Palmas
Data: 16 de abril
Local: Vila Olímpica, ao lado do estádio Nilton Santos
Largada: 17h

Corrida de Rua do Trabalhador será no dia 30 de abril

A prova está marcada para o dia 30 de abril, às 19h. A largada será na frente da sede do Sesi, em Palmas


Corrida Sesi Palmas (Foto: Ademir dos Anjos/Sesi)Corrida de Rua do Trabalhador está marcada para o dia 30 de abril (Foto: Ademir dos Anjos/Sesi)
A Corrida de Rua do Trabalhador, organizada pelo Sesi terá a participação de mil atletas. A prova está marcada para o dia 30 de abril, às 19h. A largada será na sede do Sesi, em Palmas.
O desafio terá duas categorias: geral industriário masculino e feminino (inscrição R$ 32) e geral comunidade masculino e feminino (inscrição R$ 40). Os primeiros 50 competidores que se inscreveram como doadores de sangue foram isentados da taxa de inscrição, sempre que a doação tenha sido feita dentro do período de inscrição que começou no dia 29/03/2016.
VEJA MAIS

Os três primeiros colocados de cada categoria recebem premiação em dinheiro: R$ 600 para o primeiro lugar, R$ 400 para o segundo e R$ 200 para o terceiro.
Sesi Corrida de Rua do Trabalhado
Período de inscrição: de 29 de março a 10 de abril
Data da prova: 30 de abril
Local: Unidade do Sesi, em Palmas
Horário: 19h

Gabriel Rocha garante vaga no mundial da Itália no Caiaque Pólo

atleta tocantinense Gabriel Rocha foi convocado esta semana para integrar a Seleção Brasileira de Caiaque Pólo -Divulgação
 O atleta tocantinense Gabriel Rocha foi convocado esta semana para integrar a Seleção Brasileira de Caiaque Pólo, no Mundial da Itália, que vai acontecer em Syracuse, entre os dias 28 de agosto e 4 de setembro. Esta será a quarta vez que Rocha vai representar o Brasil no Mundial. Ele garantiu vaga durante a disputa da 2ª Seletiva para a Seleção Brasileira de Caiaque Polo, realizado na primeira semana de abril, em Brotas, interior de São Paulo.
A competição reuniu atletas de todo o país no Clube de Campo de Brotas, onde participaram de treinamentos, dirigidos pelo técnico da Seleção Ciro Nael Fasano Werner. Após avaliar todos os competidores, o treinador escolheu oito atletas para compor a Seleção Brasileira de 2016. Além de Rocha fazem parte da Seleção, Caio Moreno, Caio Rosa, Diniz Mbure, Guilherme Rabelo, Leonardo Colomera, Paulo César Pereira dos Santos e Paulo Henrique Rossato
Trajetória
Rocha já defendeu o Brasil em várias competições internacionais como o Pan-Americano (Brasília, em 2005); o Mundial da Holanda, em Amsterdam (2006); a Copa Internacional em Veurne, na Bélgica (2006); Mundial da Itália, em Milão, em 2010; Copa Internacional em Lerici, na Itália (2010); Mundial em Pozna (Polônia), em 2012 e por último, o Pan-Americano de Edmonton (Canadá), em 2015.
Atleta tocantinense Gabriel Rocha foi convocado esta semana para integrar a Seleção Brasileira de Caiaque Pólo

Estudantes de oito municípios disputam etapa regional do 26º Jets em Aparecida do Rio Negro


Visando promover o acesso às atividades esportivas, como parte da formação integral dos educandos da rede estadual de ensino e permitir o intercâmbio sócio-esportivo entre os estudantes tocantinenses, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) realiza a 26ª edição dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets). Os municípios de Aparecida do Rio Negro e Arraias sediam as primeiras etapas regionais da competição. Em Aparecida do Rio Negro, estão sendo esperados cerca de 400 estudantes de escolas públicas e particulares de oito cidades da região. A abertura acontece nesta quarta-feira, 13, no Ginásio de Esportes Isaias Xavier, às 18h.

Os embates serão realizados no próximo dia 14 nas modalidades de futsal, voleibol, atletismo, xadrez e tênis de mesa. As disputas serão entre alunos de São Félix, Novo Acordo, Lagoa do Tocantins, Rio Sono, Mateiros, Lajeado, Santa Tereza do Tocantins, além dos atletas do município sede. Segundo a técnica de desporto educacional da Seduc, Vanilde de Nazaré, a regional é uma fase muito aguardada pelos estudantes. “Eles ficam ansiosos para competir, viajar. É uma experiência rica.

A expectativa da Seduc é que tenhamos bons resultados e, para isso, toda a equipe da Diretoria de Desporto Educacional está empenhada na organização das etapas regionais em parceria com as Diretorias Regionais de Educação”, frisa. Estadual e Nacional Neste ano, devem participar do maior evento esportivo estudantil do Tocantins, cerca de 60 mil alunos de unidades escolares públicas e particulares de todo o Estado.



A final estadual dos Jets acontece no mês de agosto, em Palmas, de onde sairão os representantes do Tocantins para os Jogos Escolares da Juventude, competição nacional que neste ano acontece em João Pessoa, capital da Paraíba. Os embates da primeira etapa (12 a 14 anos) acontecem entre 20 e 29 de setembro. A segunda fase (15 a 17 anos) será realizada de 10 a 19 de novembro.

Ricanato é líder e Palmas vai para lanterna; veja os resultados

A segunda rodada do Campeonato Tocantinense mexeu nas posições e deixou os dois clubes da capital nos extremos da tabela


Por Palmas, TO
Palmas x Ricanato (Foto: Edson Reis/GloboEsporte.com)Palmas e Ricanato se enfrentaram no Nilton Santos (Foto: Edson Reis/GloboEsporte.com)
Sem muito tempo para respirar, os times encararam a segunda rodada do Campeonato Tocantinense nesta terça-feira (12). Foram quatro jogos nos estádios Nilton Santos, Mirandão, Rezendão e General Sampaio. Confira os resultados e os autores dos gols:
LEIA MAIS

Palmas 1 x 3 Ricanato
O atacante Patrick foi a estrela do jogo e marcou os três gols da vitória contra o Palmas. A partida começou fria e a reação só veio depois do intervalo. Patrick marcou no primeiro minuto do segundo tempo e Caio empatou para o Palmas, aos 6 minutos. Depois disso, o Ricanato dominou e Patrick marcou mais dois gols aos 19 e aos 42 minutos.

O resultado no estádio Nilton Santos, deixa o Ricanato na liderança e manda o Palmas para a lanterna do campeonato.
Foto jogo Gurupi x TEC (Foto: Gil Correia/Divulgação)
TEC vence o Gurupi no Rezendão

(Foto: Gil Correia/Divulgação)
Gurupi 0 x 2 Tocantinópolis
O Tocantinópolis bateu o Gurupi por 2 a 0, no estádio Rezendão. Sávio abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo. O segundo gol veio quase no fim da partida. Aos 36 minutos Renato encerrou o placar. O resultado deixou o TEC em terceiro na tabela e o Gurupi em sétimo.

Araguaína 1 x 0 Paraíso
No estádio Mirandão, o Araguaína garantiu a primeira vitória na competição. O único gol da partida aconteceu aos 30 minutos do segundo tempo. O goleiro Willian, em cobrança de pênalti, mandou para o fundo da rede e garantiu os três pontos para o Tourão.

O resultado deixa Paraíso e Araguaína juntinhos na tabela ocupando 4º e 5º lugares, respectivamente.
Interporto 1 x 2 Tocantins
O Tocantins surpreendeu o Interporto com a vitória fora de casa. O time de Miracema do Tocantins venceu o Tigre por 2 a 1, no estádio General Sampaio. João Marcos e Gerbs marcaram para o Tecão e Pedrinho balançou a rede para os donos da casa.

Tocantins termina a segunda rodada na vice-liderança e o Interporto está em sexto.