terça-feira, 10 de maio de 2016

Instrutor mostra mudanças na regra

Reinaldo Cisterna

Instrutor Fifa e CBF, Milton Otaviano, fala das regras.

O jogador que der a saída de bola no círculo central não terá mais que tocar necessariamente para frente, agora com a liberdade para dar o pontapé inicial para qualquer lado. Os árbitros poderão expulsar jogadores que brigarem antes do jogo, seja no campo ou mesmo no túnel de acesso dos vestiários. Essas duas e muitas outras alterações na regras do futebol estão sendo debatidas, em Palmas de ontem até o final da tarde de hoje, no Comando Geral do Quartel de Palmas, pelo ex-árbitro assistente Fifa/CBF, Milton Otaviano. Ele comentou sobre as mudanças ontem durante o programa CBN Tocantins Esportes, acompanhando e o presidente da Comissão Estadual de Arbitragem da FTF, Adriano de Carvalho.

Mudanças

Outra alteração importante comentada é que um atleta que se contundir após sofrer falta de um jogador punido com cartão (amarelo ou vermelho) poderá ser atendido no gramado para não deixar o seu time com um homem a menos em campo. “Assim que ele for atendido poderá até bater a falta, caso ele seja o cara encarregado no time para esse tipo de infração”, comentou o instrutor. Essas novas regras serão implementadas a partir de primeiro de junho deste ano. Mas Otaviano, explica que como o Brasileirão das Séries A e B terão início neste final de semana, a CBF entendeu que seria importante iniciar as mudanças desde o início do campeonato e não lá pela quarta ou quinta rodada.

Pênalti

Outra mudança diz respeito aos pênaltis. Se um determinado jogador tentar enganar o goleiro ao cobrá-la com paradinha, ele perderá o direito de bater novamente.Há ainda outros dois itens que serão testados: o fim da punição tripla, que resulta em pênalti, cartão vermelho e suspensão quando um jogador evita um gol claro (nesse caso não seja uma jogada violenta, o jogador receberá apenas o amarelo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário