sexta-feira, 29 de julho de 2016

Guia Rio 2016: Hipismo

http://universoef.com.br/


O Hipismo estreou nos Jogos Olímpicos em 1900, mas só voltou a constar no programa em 1912, quando passou a aparecer em todas as edições seguintes. O Adestramento e o Concurso Completo de Equitação estrearam em 1912, enquanto os Saltos estiveram presentes já na primeira edição.
Nos Saltos Individuais, os 75 atletas disputam a primeira passagem, avançando os 60 melhores, incluindo os empatados em 60º lugar. Na segunda passagem, os 45 melhores, incluindo os empatados em 45º, avançam para a terceira passagem.
Após a terceira passagem, Todos os atletas zeram a pontuação dos rounds anteriores e apenas 35 cavaleiros, com limite de três por país, avançam para a quarta passagem - a Final A - enquanto a Final B, que terá a presença dos 20 melhores na Final A, determinará os medalhistas, com o vencedor sendo o que tiver menor penalização.
Já na competição por equipes, são disputadas duas rodadas. A primeira com 15 equipes, em que as 8 melhores avançam para a segunda. As soma dos pontos perdidos após as duas rodadas determinará as medalhas.
No Adestramento Individual, 60 atletas disputam a competição, que é dividida em três fases. Todos participam do Grand Prix 1, que classifica 32 conjuntos para o Grand Prix 2, que qualifica 18 para o Grand Prix Special e o Grand Prix Freestyle. Apenas a pontuação do Freestyle conta para a definição das medalhas.
Por equipes, as 11 competirão no Grand Prix 1 e 2, em que as seis melhores - e as empatadas no sexto lugar - vão para o Grand Prix Special. A média do Grand Prix combinada com o Grand Prix Special determinará os medalhistas.
No Concurso Completo de Equitação, os 65 atletas disputam uma prova de Adestramento, o Cross Country e duas passagens de saltos. 
No CCE Individual, os 25 melhores após o Adestramento, o Cross Country e a primeira passagem dos Saltos, vão disputar a segunda passagem, que decide as medalhas, com o vencedor sendo o que somar o menor número de pontos perdidos.
Na competição por equipes, que acontece simultaneamente com a individual, a decisão do ouro sai logo após o final da primeira passagem dos saltos. A equipe com menor número de pontos perdidos após as três provas, com pelo menos três atletas, vence.
Saltos Individual 
Data: 16/8 a 19/8
Sede: Centro Olímpico de Hipismo
Competidores: 75
Favoritos ao ouro:  Steve Guerdat |  Jeroen Dubbledam |  Rolf-Goran Bengtsson
Candidatos a medalha:  Luciana Diniz |  Ludger Beerbaum |  Simon Delestre
Brasil: Classificado como país-sede
Campeão olímpico, Steve Guerdat teve problemas com doping de cavalos, mas conseguiu o bicampeonato da Copa do Mundo de Saltos em 2015 e 2016, mantendo o status de favorito. Dubbledam vem embalado pelo título nos Jogos Mundiais Equestres em 2014 e Rolf Bengtsson, detentor de duas pratas olímpicas, vem com a vice-liderança na Champions Tour 2016.
Campeã na Champions Tour em 2015, Luciana Diniz pode buscar uma medalha no Rio. mas terá a concorrência de Ludger Beerbaum, que conquistou recentemente a etapa de Aachen do Grand Prix de Saltos, enquanto Simon Delestre - vice-campeão Mundial em 2014 - também está na briga por um pódio.
O Brasil não obteve bons resultados em provas individuais recentemente. Rodrigo Pessoa, que será reserva nos Jogos, foi o melhor cavaleiro do país no Mundial de 2014, com a 21ª posição. Alvaro Miranda e Pedro Veniss - quinto no Pan-Americano de 2015 - podem tentar uma final olímpica.
Saltos Equipes
Data: 16/8 a 17/8
Sede: Centro Olímpico de Hipismo
Competidores: 75
Favoritos ao ouro:  Holanda |  França |  Alemanha
Candidatos a medalha:  Estados Unidos |  Brasil |  Suécia
Brasil: Classificado como país-sede
Campeã Mundial em 2014, a Holanda vem para tentar o ouro. O país terá como principais adversários a França, atual vice-campeã mundial, e a Alemanha, campeã do Grand Prix de Aachen. As três equipes são as mais cotadas para brigarem pelo título olímpico no Rio.
No aguardo pelo "escorrego" de alguém estão Estados Unidos, bronze no Mundial de 2014, o Brasil, quinta colocado no Mundial de 2014 e bronze no Pan-Americano de 2015, além da Suécia, sexta colocada no Mundial de 2014.
Adestramento Individual
Data: 10/8 a 15/8
Sede: Centro Olímpico de Hipismo
Competidores: 60
Favoritos ao ouro:  Charlotte Dujardin
Candidatos a medalha:  Kristina Broring Sprehe |  Adelinde Cornelissen
Brasil: Classificado como país-sede
Se há uma grande favorita no Adestramento, essa é Charlotte Dujardin. Campeã Olímpica em 2012, Mundial em 2014 e Europeia em 2014, a britânica tem largo favoritismo para ficar com o bi na prova individual.
O pódio deve ser completado por Kristina Broring-Sprehe - vice-campeã europeia - e Adelinde Cornelissen, prata em Londres 2012 e bronze no Mundial de 2014, que demonstram estar acima das outras adversárias.
A equipe brasileira vai brigar para chegar ao Grand Prix Freestyle com pelo menos um atleta. João Victor Oliva, 13º no Pan-Americano de 2015 e 85º no Mundial de 2014, é o melhor cavaleiro do país na disputa. Luiza Tavares, Giovana Prado e Pedro Tavares não devem ficar entre os 40 primeiros.
Adestramento Equipe
Data: 10/8 a 12/8
Sede: Centro Olímpico de Hipismo
Competidores: 40
Favoritos ao ouro:  Grã-Bretanha |  Alemanha
Candidatos a medalha:   Holanda
Brasil: Classificado como país-sede
Por equipes, Alemanha e Grã-Bretanha vão disputar o ouro. Enquanto os britânicos foram campeões olímpicos em 2012, os alemães levaram o título mundial em 2014.
A Holanda, bronze em Londres 2012 e no Mundial de 2014, deve confirmar a sua "cadeira cativa" na terceira colocação, mesmo com o título Europeu em 2015.
A equipe do Brasil foi 24º no Mundial e ficou com o bronze nos Jogos Pan-Americanos, mas dificilmente deve conseguir vaga no Grand Prix Freestyle.
CCE Individual
Data: 7/8 a 9/8
Sede: Centro Olímpico de Hipismo
Competidores: 65
Favoritos ao ouro:   Michael Jung |  Sandra Auffarth
Candidatos a medalha:  Williams Fox-Pitt |  Thibaut Valette
Brasil: Classificado como país-sede
Campeão olímpico em 2012, europeu em 2015 e vice-mundial em 2014, Michael Jung é o grande favorito para o ouro, mas a compatriota Sandra Auffarth - campeã mundial em 2014 e vice-olímpica em 2012 e europeia em 2015 - é a ameaça para mais um ouro de Jung.
William Fox-Pitt, que se recuperou de uma queda que o deixou em coma induzido, foi bronze no Mundial de 2014, enquanto Thibaut Valette ficou com o terceiro lugar no Europeu de 2015. Os dois devem brigar pela última vaga no pódio.
Entre os brasileiros do CCE, Ruy Fonseca é o que tem mais condições de conseguir um bom posto, após o bronze no Pan-Americano de 2015. Marcio Jorge, Carlos Parro e Marcio Appel tentarão chegar nos 30 primeiros.
CCE Equipe
Data: 7/8 a 9/8
Sede: Centro Olímpico de Hipismo
Competidores: 40
Favoritos ao ouro:   Alemanha
Candidatos a medalha:  Grã-Bretanha |   Holanda |  Austrália |  França
Brasil: Classificado como país-sede
Campeã olímpica em 2012, mundial em 2014 e europeia em 2015, a Alemanha é favorita absoluta para conquistar o ouro no CCE.
A disputa pelo pódio vai ser acirrada, com a Grã-Bretanha - vice-campeã mundial em 2014 - liderando o bloco, que ainda tem a Austrália, vice-campeã olímpica de 2012, a Holanda, medalha de bronze no Mundial de 2013, e a França, bronze no Europeu de 2015.
O Brasil foi prata no Pan-Americano de 2015 e oitavo lugar no Mundial de 2014. A equipe liderada por Ruy Fonseca pode chegar entre os seis primeiros, o que seria um grande resultado.
Surto Olímpico
Foto: divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário