quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Os 11 momentos mais difíceis para o Brasil nas Olimpíadas

Mais uma da série de listinhas pré Jogos Olímpicos

A vida só é dura para quem é mole, não é mesmo? E para os atletas brasileiros que participaram dos Jogos Olímpicos isso é fato, muitas vezes favoritos a medalhas um pequeno ou grande deslize chama mais atenção do que uma vitória em si.
Separamos 11 momentos tensos que aconteceram com nossos atletas nos Jogos Olímpicos. Relembre com a gente!
11 - Camarões Elimina Brasil nas Quartas, Sydney 2000
O futebol brasileiro mandou mal em Sidney e foi eliminado pela equipe de Camarões. O time de estrangeiro abriu o placar aos 16 minutos, com o meia Mboma cobrando falta. O Brasil empatou aos 48 minutos do segundo tempo, com Ronaldinho Gaúcho, também de falta.
O jogo foi para a prorrogação e o Brasil perdeu pelo menos quatro chances reais de vencer o jogo, e aos oito minutos do segundo tempo da prorrogação, Camarões, que estava com dois jogadores a menos, liquidou a partida com Modesto fazendo o gol de ouro, chutando de fora da área.
O Brasil foi eliminado mais uma vez e o sonho de conquistar o ouro olímpico foi novamente adiado.
10 - Jadel era favorito, Atenas 2004
O brasileiro chegou a Atenas 2004 com o segundo melhor salto da temporada e vice-campeão mundial indoor do salto triplo. Jadel estava confiante, pediu as palmas da torcida, mas sentiu a pressão e acabou com a modesta quinta colocação.
Foto: Divulgação facebookFoto: Divulgação facebook
9 - Vôlei feminino e a briga com as Cubanas, Atlanta, 1996
Depois de derrotar as arquirrivais cubanas na primeira fase por três sets a 0, as meninas de Bernardinho se perderam na grande final contra a mesma equipe. O time levou três sets a dois e protagonizou uma terrível briga no final da partida.
8 - Queda de Diego Hypólito, Pequim 2008
O ginasta Diego Hypólito chegou nas Olimpíadas de Pequim como o maior favorito a ganhar a medalha de ouro no solo, afinal nos últimos três campeonatos mundiais, ele havia conquistado o ouro em duas oportunidades, além de ter ganho uma medalha de prata.
Foto: Wilson Dias-Abr/WikipediaFoto: Wilson Dias-Abr/Wikipedia
Todos esperavam que ele levasse a primeira medalha brasileira na ginástica. E as eliminatórias confirmaram o favoritismo do brasileiro, se classificando para a final com a melhor nota. No dia da decisão Diego sofreu uma queda no último exercício, terminando apenas na sexta posição.
7 - Geração do Penta perde da Nigéria na semi, Atlanta 1996
De volta aos Jogos Olímpicos depois de oito anos, a seleção brasileira protagonizou algumas trapalhadas na semifinal contra a Nigéria. Começou bem abrindo 3 a 1, mas o time sofreu o empate nos acréscimos e levou o gol de ouro no início da prorrogação.
6 - Guga eliminado na primeira fase, Atenas 2004
Principal tenista brasileiro, Gustavo Kuerten brigou literalmente para participar dos Jogos Olímpicos. Tanto fez que caiu na estreia de Atenas 2004. Guga perdeu para o chileno Nicolás Massú, que consagrou-se campeão do torneio
Foto: Divulgação Facebook/Kate Whitney LuceyFoto: Divulgação Facebook/Kate Whitney Lucey
5 - Cesar Cielo era favorito em Londres, 2012
O famoso nadador era uma das maiores esperanças para o ouro brasileiro em Londres, na época Cielo detentor do recorde olímpico e mundial foi derrotado pelo francês Florent Manaudou, que arrancou na chegada e surpreendeu. No final o brasileiro terminou com a medalha de bronze na prova dos 50m livre.
Foto: nicholasbittencourt/flickrFoto: nicholasbittencourt/flickr
4- Virada Histórica no vôlei Feminino, Atenas 2004
O time feminino de vôlei chegou a Atenas apontada por todos como favorita a medalhas, só que a seleção que era a atual campeã do Grand Prix, decepcionou e protagonizou na semifinal contra as arqui-rivais russas, uma das maiores viradas da historia olímpica.
O inacreditável aconteceu no quarto set, quando a seleção vencendo por 24 a 19, e próxima de chegar a sua primeira final olímpica da história desperdiçou seis match points, isso mesmo seis! As russas fecharam o set em 28 a 26.
No tie-break, as brasileiras tiveram a bola do jogo na mão novamente quando o jogo estava 14 a 13, mais no final foram as rivais que fecharam o jogo em 16 a 14, após Mari mandar a bola pra fora.
Uma tristeza!
3 - Fabiana Murer e a vara perdida, Pequim 2008
A atleta chegou a Pequim com chances de conquistar uma medalha, tinha feito um bom campeonato mundial um ano antes (6ª) e tinha conquistado a medalha de ouro e batido o recorde Pan-americano, nos jogos Pan-Americano do Rio 2007. Mas, misteriosamente uma das suas varas usadas para determinada altura sumiu da sua bolsa e ela terminou na melancólica 10ª posição.
Foto: Divulgação FacebookFoto: Divulgação Facebook
2 - Queda da Daiane dos Santos, Atenas 2004
Considerada joia brasileira que nomeou até mesmo um salto, Daiane acabou decepcionando o público brasileiro ao falhar em sua apresentação. A atleta sofreu uma queda durante a apresentação que frustrou suas expectativas. Mesmo assim, a ex-ginasta conquistou o quinto lugar nos Jogos.
Foto: WikipediaCommonsFoto: WikipediaCommons
1 - Vanderlei e o Irlandês, Atenas 2004
Vai ser difícil alguém superar o triste momento sofrido por Vanderlei Cordeiro de Lima, o atleta liderava a maratona quando foi empurrado por um padre com uma fantasia de irlandês.
Foto: WikipediaCommonsFoto: WikipediaCommons
A questão é que o corredor ficou mais famoso do que o vencedor da maratona e com esse acontecimento ele recebeu a medalha Pierre de Coubertin, concedida pelo COI para atletas que valorizam a competição olímpica mais do que a vitória e que é considerada uma honra elevadíssima atribuída pela entidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário