quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Tocantinenses viajam mais de 1.700 km para disputar a São Silvestre 2016

Reinaldo Cisterna


Atletas posam antes do embarque para a São Silvestre em frente ao Palácio Araguaia - Foto: Alfredo Zamora
Com direito a oração antes do embarque, em frente ao Palácio Araguaia, em Palmas, a delegação tocantinense composta de 30 pessoas, viajou ontem pela manhã, de micro-ônibus para São Paulo, num trajeto de 1.727 km, onde irá participar da 92ª Corrida Internacional de São Silvestre. A tradicional prova do atletismo mundial acontece no próximo dia 31 deste mês, e que reunirá cerca de 30 mil corredores num percurso de 15 quilômetros. A prova começa e termina na Avenida Paulista, em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero. A elite feminina da São Silvestre abre a competição às 7h40 (do Tocantins), e a masculina, às 8 horas.
Tocantinenses
Entre os 30 atletas, tem corredor com 22 participações, é o caso de Antônio Aires da Silva. Tem vencedor da categoria juvenil 2015 da São Silvestre, Leoney Oliveira Gomes, entre vários atletas experientes na delegação. Mas quem chama a atenção é atleta de 67 anos, Palmiria Xavier. Esta será a sua sétima participação na prova. Já no pelotão de elite, o único tocantinense que irá participar ao lado das grandes feras do atletismo mundial, será o corredor de Araguaína, Athilla Cavalcante Telles.




Atletas tocantinenses oram antes do embarque para a São Silvestre – Foto: Lia Mara

A São Silvestre terá representantes de seis países na categoria de elite como a ganhadora da maratona dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, a queniana Jemima Sumgong. Além do Quênia, Tanzânia, Etiópia, Colômbia, Bolívia e Alemanha também contarão com competidores na elite em São Paulo. Na prova feminina, a principal concorrente de Jemima na briga pela vitória deve ser a etíope Ymer Ayalew, tricampeã da São Silvestre.
Na prova masculina, o etíope Dawit Admasu, campeã da edição de 2014 da São Silvestre, buscará o bicampeonato. O também etíope Leul Aleme, atual vice-campeão da prova paulistana e ganhador da Meia Maratona do Rio 2014, está no páreo. 
Entre os brasileiros, o destaque é para o mineiro Giovani dos Santos e a paranaense Joziane Cardoso. A delegação viajou com apoio da Secretaria Estadual de Educação, Juventude e Esportes (Seduc), que disponibilizou o transporte.


22 anos

O atleta Antônio Aires da Silva (foto) supera todos os participantes tocantinenses. É que este ano ele completa a sua 22ª participação. “Fui pela primeira vez em 1995 quando ainda morava em Gurupi. Depois comecei a ir de 1995 até hoje junto com a delegação do Tocantins”, conta o corredor que tem 45 anos de idade e vai competir na categoria Veterano da São Silvestre. Ele conta que o melhor resultado até hoje foi em 1998 quando chegou na posição de número 415. Silva é natural de Ceres (GO), mas mora no Tocantins desde 1970, quando morava em Gurupi, e hoje reside em Palmas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário