segunda-feira, 4 de julho de 2016

Festa e show de resultados no final do Troféu Brasil Caixa

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Atletismo


Jorge Vides. Wagner Carmo/CBAt



São Bernardo do Campo - A última etapa do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, disputada na manhã deste domingo (dia 3), na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo (SP), foi muito agitada. Além de definir o Pinheiros, como o novo campeão, a competição apontou os últimos integrantes da equipe brasileira para os Jogos Olímpicos Rio 2016, que serão realizados em agosto.

A manhã de sol guardou muita emoção. No final dos 200 m masculino, por exemplo, Jorge Henrique Vides (Brasil Foods/ILF) foi o vencedor, com 20.40 (0.3) e superou em 10 centésimos o índice olímpico. O segundo colocado, Vitor Hugo dos Santos (BM&FBovespa) fez 20.50 e também se qualificou, depois de ter garantido a marca mínima nos 100 m.

"Valeu a pena acreditar até a última prova. Esta foi apenas a minha quarta do ano nos 200 m, mas felizmente o resultado saiu", comemorou o carioca. "Estava mais focado nos 100 m, mas nem sempre as coisas acontecem como se esperam", concluiu Jorge, cunhado de Vitor Hugo. "Ele namora a minha irmã há 5 anos e faz parte da minha família."

Vitor Hugo deixa o Troféu Brasil Caixa com dois índices olímpicos e muito feliz. "Consegui os melhores resultados de minha vida nos 100 (10.11) e nos 200 m (20.50). Estou muito feliz e confiante para a Olimpíada", disse o carioca, de 20 anos.

No salto com vara, Fabiana Murer (BM&FBovespa) venceu a prova, com 4,87 m, assumindo a liderança do Ranking Mundial da IAAF em 2016. A líder anterior era a grega Ekaterini Stefanidi, com 4,86 m, desde o dia 8 de junho, marca feita em Atenas.

Além de líder mundial, Fabiana fez muito mais, quebrou os recordes brasileiro e sul-americano, que eram dela mesma desde 2010, com 4,85 m. Tarefa muito especial para uma atleta que enfrenta a última temporada na carreira. "Estou extremamente feliz. Fico sempre nervosa no Troféu Brasil, por causa da pressão, mas sempre consigo bons resultados. Finalmente consegui desempacar dos 4,85 m", comemorou.

Fabiana ainda tentou superar os 5,00 m, mas desistiu após falhar na segunda tentativa. "Estava cansada e resolvi comemorar mais uma vitória e a boa marca", admitiu, feliz, por continuar entre as melhores do mundo por tanto tempo e às vésperas da Olimpíada. "Tem um grupo muito forte de atletas e o pódio no Rio está aberto", disse a atleta, que compete ainda este mês em Mônaco e Londres pela Liga Diamante.

Na mesma prova, Joana Ribeiro da Costa (Pinheiros) alcançou o índice olímpico, ao saltar exatamente a marca de corte (4,50 m), aos 35 anos. "Estou vivendo a melhor fase de minha carreira e pretendo aproveitá-la o máximo possível", comentou, animada. "Faço o que amo e vou para a Olimpíada muito emocionada. Queria ser voluntária e agora vou representando meu País", concluiu a saltadora, que também bateu o recorde pessoal de 4,40 m.

Já no triplo feminino, Nubia Soares (BM&FBovespa) saltou 14,17 m e fez índice para os Jogos do Rio 2016, com dois centímetros de folga (14,15 m). "Graças a Deus a marca saiu na última chance. Estou muito bem fisicamente, sem lesão, mas o resultado não saía, o que me deixava pressionada", disse. "Saio daqui feliz e ambiciosa. Sei que posso ainda mais longe. Posso sonhar com os 15 metros na Olimpíada", completou.

Nos 200 m feminino, Kauiza Venâncio (Pinheiros) venceu com 22.93 e confirmou o índice olímpico, com folga (23.20). Ela comemorou muito o resultado. "Foi a minha melhor marca pessoal e saiu de uma maneira inesperada. Estava muito ansiosa por ter de larga da raia oito e acabou sendo bom. Corri sem ver as adversárias", lembrou na área de entrevistas, antes de receber a medalha de ouro no pódio.

Pódio da última etapa

5.000 m - masculino
1º Altobeli Santos da Silva (ASA São Bernardo-CAIXA), 13:56.24
2º Eder Uillian (BM&FBovespa), 13:58.54
3º Ederson Vilela Pereira (ASSEM), 14:03.41

Salto triplo - masculino
1º Jean Cassemiro Rosa (EC Rezende Unimep Selam), 16,38 m
2º Jefferson Dias Sabino (Orcampi Unimed), 16,35 m
3º Mateus Daniel Adão de Sá (Orcampi Unimed), 16,35 m

Lançamento do dardo - masculino
1º Julio Cesar Miranda de Oliveira (BM&FBovespa), 75,99 m
2º Paulo Enrique Alves da Silva (ASA São Bernardo-CAIXA), 70,90 m
3º Pedro Luiz do Prado Barros (IEMA), 68,92 m

400 m com barreiras - masculino
1º Marcio Soares Teles (Orcampi Unimed), 49.63
2º Artur Langowski Terezan (AA Maringá), 50.01
3º Carlos Eduardo Soares Maciel (ASA São Bernardo-CAIXA), 50.25

400 m com barreiras- feminino
1º Geisa Cardoso dos Santos (ASA São Bernardo-CAIXA), 57.43
2º Liliane Fernandes (EC Pinheiros), 57.91
3º Alessandra Santos Silva (ASA São Bernardo-CAIXA), 58.05

Salto com vara - feminino
1º Fabiana de Almeida Murer (BM&FBovespa), 4,87 m
2º Joana Ribeiro Costa (EC Pinheiros), 4,50 m
3º Karla Rosa da Silva (BMFBovespa), 4,10 m

Arremesso de peso - feminino
1º Geisa Rafaela Arcanjo (EC Pinheiro), 17,79 m
2º Livia Avancini (IPEC), 16,47 m
3º Keely Medeiros (EC Pinheiros), 16,40 m

200 m - masculino (0.3)
1º Jorge Henrique da Costa Vides (Brasil Foods/ILF), 20.40
2º Vitor Hugo Silva Mourão dos Santos (BM&FBovespa), 20.50
3º Bruno Lins Tenório de Barros (CT Piauí), 20.55

200 m rasos - feminino (1.1)
1º Kauiza Moreira Venâncio (E.C. Pinheiros), 22.93
2º Rosangela Santos (EC Pinheiros), 23.20
3º Jailma Lima (BM&FBovespa), 23.30

Salto triplo - feminino
1º Nubia Soares (BM&FBovespa), 14,17 m
2º Keila Costa (BM&FBovespa), 14,02 m
3º Tania Ferreira da Silva (BM&FBovespa), 13,96 m

1500 m - feminino
1º Tatiane Raquel da Silva (IPEC), 4:19.05
2º July Ferreira da Silva (BM&FBovespa), 4:19.31
3º Flavia Maria de Lima (ASA São Bernardo-CAIXA), 4:22.52

800 m - Masculino
1º Cleiton Cezario Abrão (BM&FBovespa), 1:48.28
2º Carlos de Oliveira Santos (Cruzeiro/CAIXA), 1:48.33
3º Kleberson Davide Krasucki (EC Pinheiros), 1:48.50

110 m com barreiras - masculino (0.1)
1-Gabriel Oliveira Constantino (Powerade Team ) - 13.50
2-Eder Antonio Souza (Orcampi Unimed) - 13.62
3-Jonathas Filipe da Silva Brito (BM&FBovespa) - 13.77

Revezamento 4x400 m - masculino
1º EC Pinheiros 3:03.70 
(Anderson Machado, Hederson Alves, Kleberson Davide, Peterson Santos)
2º BM&FBovespa 3:04.23
(Alexander Russo, Wagner Francisco, Thiago Sales, Hugo de Sousa)
3º Orcampi Unimed 3:09.08
(Maykon Kennedy, Marcio Teles, André da Silva, Lucas Carvalho)

Revezamento 4x400 m - feminino
1º BM&FBovespa 3:3428
(Giovana Cavaleti, Crystiane Barroso, Leticia Cherpe, Jailma de Lima)
2º E.C. Pinheiros 3:34.53
(Liliane Fernandes, Jessica Gonzaga, Debora dos Santos, Joelma Sousa)
3º Orcampi Unimed 3.39.77
(Leticia da Silva, Natalia Oliveira, Fernanda Souza, Geisa Aparecida)

O Troféu Brasil Caixa de Atletismo foi uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e da Federação Paulista de Atletismo (FPA), com apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo, e patrocínio é da Caixa Econômica Federal.

Fabiana bate recorde do salto com vara no Troféu Brasil de Atletismo


Fabiana Murer, após vencer a prova. (Wagner Carmo/CBAt)

Da Assessoria de Imprensa da CBAt/Troféu Brasil Caixa de Atletismo


São Bernardo do Campo - No último dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2016, neste domingo (3/7), um desfile de grandes resultados. Primeiro, Fabiana Murer (BM&FBovespa) venceu o salto com vara com 4,87 m.


Com isso, alcançou a meta de melhorar sua marca na temporada, que era 4,70m, superou novamente o índice olímpico (4,50 m) e melhorou seu antigo recorde sul-americano, que era 5,85. "Foi melhor que o esperado", disse a atleta, que disputará sua terceira Olimpíada no Rio de Janeiro.

Na mesma prova, Joana Ribeiro da Costa (Pinheiros) alcançou o índice olímpico, ao saltar exatamente a marca de corte (4,50 m), aos 35 anos. "Tenho de avisar que não poderei ser voluntária no Rio 2016", disse, feliz, a uma colega.

Também brilhou Jorge Vides (Brasil Foods/ILF), que venceu os 200 m com 20.40 e superou em 10 centésimos o índice olímpico. "Tinha esperança de fazer o índice (20.50)", lembrou o velocista. O segundo colocado, Vitor Hugo dos Santos (BM&FBovespa), fez 20.50 e também se qualificou (ele já tinha índice nos 100 m).

No triplo feminino, Nubia Soares (BM&FBovespa) saltou 14,17 m e fez índice para os Jogos do Rio 2016, com dois centímetros de folga (14,15 m). Nos 200 m feminino, Kauiza Venâncio (Pinheiros) venceu 22.93 e confirmou o índice olímpico.



Corrida do Fogo reuniu mais de 1.300 atletas neste domingo, 3 de julho

Geórgia Milhomem/Governo do Tocantins



Os primeiros raios de sol nem bem tinham saído e os atletas já começavam a chegar. O pátio do Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, foi o cenário para quem decidiu passar a manhã deste domingo, 03, na companhia da qualidade de vida e da prática esportiva. 

A 11ª Corrida do Fogo reuniu mais de 1.300 pessoas, que este ano, também correram para ajudar a campanha Todos pelo João. Os corredores da prova de 5 km, categoria publico geral, chegaram com menos de 17 minutos do início da prova. 

Quem garantiu o 1° lugar no pódio foi o atleta, Igor Gabriel de Carvalho. " Treinei muito para estar aqui, sou grato ao meu treinador Eliésio Miranda", agradeceu. Quem levou para casa o 1° lugar na categoria 10km feminino, público geral, foi a corredora Elaine Cristina Pereira de Souza, 33. Há sete anos participa da Corrida do Fogo em 2015 ela ficou em 3° lugar. "A sensação é única porque sempre corro sonhando com esse primeiro lugar e desta vez consegui", ressaltou a atleta. 

Realizada anualmente em comemoração ao dia do Bombeiro, celebrado, 02 de julho, a Corrida do Fogo é uma das provas mais tradicionais de corrida de rua do Tocantins. Quem participa desde a 1° edição da prova é dona Palmira Xavier de Jesus Barbosa, 67. "Participar desta corrida para mim é um grande orgulho porque a primeira competição que participei em minha via, foi da 1°edição Corrida da Fogo, posso dizer que só continuei pelo incentivo que os bombeiros me deram, recebi um troféu que para mim vale ouro", destacou a veterana. Todos pelo João João Augusto Tormim Ferreira Borges, 3 anos e sua mãe, Lívia Tormim Ferreira Borges, 31, estiveram presentes na abertura do evento. 

A mãe do garoto agradeceu a colaboração dos corredores e do Corpo de Bombeiros. " Gostaríamos de agradecer a todos que estão contribuindo, curtindo e de alguma nos ajudando. Um obrigada especial ao Corpo de Bombeiros que também abraçou a campanha", agradeceu Lívia.   

Nesta edição os bombeiros abraçaram a campanha ‘Todos pelo João’, onde parte do valor arrecadado com as inscrições serão revertidas para ajudar no tratamento de João que nasceu prematuro e com oito meses de idade foi diagnosticado com leucomalacia periventricular, uma paralisia cerebral que afeta os quatro membros. 






Corrida do Fogo reuniu mais de 1.300 atletas neste domingo, 3 de julho

Geórgia Milhomem/Governo do Tocantins



Os primeiros raios de sol nem bem tinham saído e os atletas já começavam a chegar. O pátio do Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, foi o cenário para quem decidiu passar a manhã deste domingo, 03, na companhia da qualidade de vida e da prática esportiva. 

A 11ª Corrida do Fogo reuniu mais de 1.300 pessoas, que este ano, também correram para ajudar a campanha Todos pelo João. Os corredores da prova de 5 km, categoria publico geral, chegaram com menos de 17 minutos do início da prova. 

Quem garantiu o 1° lugar no pódio foi o atleta, Igor Gabriel de Carvalho. " Treinei muito para estar aqui, sou grato ao meu treinador Eliésio Miranda", agradeceu. Quem levou para casa o 1° lugar na categoria 10km feminino, público geral, foi a corredora Elaine Cristina Pereira de Souza, 33. Há sete anos participa da Corrida do Fogo em 2015 ela ficou em 3° lugar. "A sensação é única porque sempre corro sonhando com esse primeiro lugar e desta vez consegui", ressaltou a atleta. 

Realizada anualmente em comemoração ao dia do Bombeiro, celebrado, 02 de julho, a Corrida do Fogo é uma das provas mais tradicionais de corrida de rua do Tocantins. Quem participa desde a 1° edição da prova é dona Palmira Xavier de Jesus Barbosa, 67. "Participar desta corrida para mim é um grande orgulho porque a primeira competição que participei em minha via, foi da 1°edição Corrida da Fogo, posso dizer que só continuei pelo incentivo que os bombeiros me deram, recebi um troféu que para mim vale ouro", destacou a veterana. Todos pelo João João Augusto Tormim Ferreira Borges, 3 anos e sua mãe, Lívia Tormim Ferreira Borges, 31, estiveram presentes na abertura do evento. 

A mãe do garoto agradeceu a colaboração dos corredores e do Corpo de Bombeiros. " Gostaríamos de agradecer a todos que estão contribuindo, curtindo e de alguma nos ajudando. Um obrigada especial ao Corpo de Bombeiros que também abraçou a campanha", agradeceu Lívia.   

Nesta edição os bombeiros abraçaram a campanha ‘Todos pelo João’, onde parte do valor arrecadado com as inscrições serão revertidas para ajudar no tratamento de João que nasceu prematuro e com oito meses de idade foi diagnosticado com leucomalacia periventricular, uma paralisia cerebral que afeta os quatro membros.