quinta-feira, 22 de junho de 2017

Garotada da Escolinha Nilton Santos viaja para Goiânia


CBN ESPORTES | 22 de Junho de 2017

Os garotos da categoria Sub-15 da Escolinha Nilton Santos disputarão alguns amistosos entre os dias 22 e 25 de junho, em Goiânia contra equipes renomadas do futebol brasileiro como Goiás, Atlético Goianiense e Goiânia. 

Segundo o Coordenador da Escolinha Nilton Santos, Carlos Ricardo dos Santos, esta é uma ótima oportunidade para garotada mostrar o seu talento num centro maior. 












Finais dos Jets e Parajets começam sexta-feira em Palmas


Abertura Modalidade Atletismo - Jets 2017 - Foto Juliana Carneiro (34).jpg -

Alunos-atletas de todas as regiões do Estado iniciam nesta sexta-feira, 23, em Palmas, as disputas das finais estaduais da 27ª edição dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets), juntamente com a 4ª edição dos Jogos Estudantis Paradesportivos do Tocantins (Parajets). 

A competição acontece juntamente com a 4ª edição dos Jogos Estudantis Paradesportivos do Tocantins (Parajets), e as finais acontecerão em Palmas, com as modalidades individuais das categorias de 12 a 14 anos e 15 a 17 anos. Modalidades Serão disputadas as modalidades de Tênis de Mesa (Colégio Ulbra), Ginástica Rítmica e Badminton (Colégio Militar de Palmas), Atletismo (Pista de Atletismo da Universidade Federal do Tocantins - UFT), Ciclismo (Kartódromo Rubens Barrichello), Natação (Colégio COC/Palmas), Xadrez e Judô (Colégio Ulbra/JK), Vôlei de Praia (AABB/Palmas) e Bocha e Tênis de Mesa (Apae/Palmas). 

Jets e Parajets 

Os Jets e os Parajets são uma realização da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), que reúnem anualmente milhares de alunos/atletas de todos os municípios tocantinenses em etapas internas, municipais e regionais. 

As competições ainda classificam alunos e equipes para os Jogos Escolares da Juventude (JEJ), maior competição escolar do Brasil, e para as Paralimpíadas Escolares Brasileiras, que reúnem paratletas escolares de todo o País.   

Programação das Finais dos Jets e Parajets 
Categorias Individuais  – 12 a 14 anos e 15 a 17 anos   
Dia 23 de junho 15h – Tênis de Mesa Local: Colégio Ulbra da JK Palmas 
Dia 23 de junho 18h às 19h – Pesagem do Judô Local: Colégio Ulbra da JK Palmas 
Dia 23 de junho 14h – Ginástica Rítmica Local: Colégio Militar de Palmas 
Dia 24 de junho 7h30 - Atletismo Local: Pista de Atletismo da UFT 7h30 - Badminton Local: Colégio Militar 7h30 – Ciclismo Local: Kartódromo Rubens Barrichello 7h30 – Natação Local – Piscina da Federação Aquática – Antigo Colégio COC Palmas 7h30 – Xadrez Local: Colégio Ulbra da JK Palmas 

Dias 24 e 25 de junho 7h30 – Vôlei de Praia Local: AABB/Palmas 24 de junho 8h – Judô Local: Colégio Ulbra da JK Palmas Parajets Dia 23 17h00 - Bocha e Tênis de Mesa Local: APAE de Palmas 

Dia 24 de junho 7h30 – Atletismo Local: Pista de Atletismo da UFT Palmas


Atletismo faz parte das modalidades dos Jets e Parajets - Juliana Carneiro

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Sesc Triathlon acontece neste domingo, em Palmas; ponte FHC funcionará em meia pista

Este ano foram mais de 300 atletas inscritos, entre profissionais e amadores, de vários estados do país


    Foto: Divulgação/Sesc

Palmas recebe neste domingo, 18, mais uma etapa do Sesc Triathlon Circuito Nacional, que terá premiação total de R$ 30 mil. A primeira largada está marcada para as 7h na Praia da Graciosa. Este ano foram mais de 300 atletas inscritos, entre profissionais e amadores, de vários estados do país, que buscarão superar as adversidades dessa que é uma das mais difíceis provas do circuito.

O percurso da prova começa com a natação no Lago de Palmas, seguido de ciclismo na Ponte Fernando Henrique Cardoso e finalizando com a corrida na orla da Praia da Graciosa. Entres os inscritos estão atletas dos estados do Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins.

Para esta edição, a etapa de Palmas do Sesc Triathlon traz duas novidades: a prova de Aquathlon, com 750 metros de natação e 5km de corrida, e Provas Sprint, com 750 metros de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida. São várias as categorias disponibilizadas.

Ponte FHC funcionará em meia pista 
O Sesc Tocantins informou que em virtude da realização da prova a ponte Fernando Henrique Cardoso funcionará no sistema de meia pista, das 4h às 11h no domingo. O uso de meia pista da ponte foi autorizado pela Agência Tocantinense de Transporte e Obras (AGETO), no trecho do km 0 ao km 5. Nesse período, o funcionamento da mesma se dará pelo sistema de manejo “pare e siga”. As faixas informativas já foram colocadas no local pela coordenação de Esporte e Lazer do Sesc Tocantins.

Outra área pública a ser utilizada nesse certame, será o estacionamento público da Praia da Graciosa, que comportará a estrutura do evento. Para tanto, o Sesc Tocantins obteve da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Serviços Públicos, Trânsito e Transporte, a autorização para uso do mesmo entre os dias 12 e 20 de junho. E ainda o estacionamento próximo à Orla da Praia da Graciosa indo até o Píer 2, também liberado pela Secretaria, das 4h às 11h do dia 18 de junho.

Yarisley toca las estrellas en la Liga del Diamante

La reina de la pértiga cubana dio una importante clarinada este jueves de cara al Mundial de Atletismo de Londres 2017




Yarisley Silva superó el listón sobre los 4.81 metros en la quinta parada de la Liga del Diamante. Foto: Getty Images

Yarisley Silva se encuentra cada vez más cerca del cielo. La reina de la pértiga cubana dio una importante clarinada este jueves de cara al Mundial de Atletismo de Londres 2017 durante la quinta parada de la Liga del Diamante en Oslo, Noruega, al llevarse la medalla de oro con salto de 4,81 metros.
Silva mostró serias intenciones de conservar el trono del orbe ganado en Beijing 2015 y evidenció en territorio nórdico su constante y acelerada progresión, al rubricar su mejor marca de la actual temporada, registro que destrozó los 4,75 metros alcanzados por ella misma la pasada semana, en Roma.
Antes de partir a la gira europea, su entrenador Alexander Navas manifestó a este diario que tras la cita en la capital italiana comenzarían los mejores resultados de la pinareña, puesto que culminaba su etapa de preparación e iniciaba la fase competitiva.
«Nuestra proyección es alcanzar el podio en la capital británica, para ello hay que superar los 4,80 metros. Antes de Londres, estaremos aproximadamente 15 días en Pamplona, España, donde por lo general nos preparamos antes de las competiciones importantes», recalcó Navas.
Volviendo a Oslo, Yarisley inició su competencia sobre los 4,55, altura que rebasó tras un primer fallo. Luego superó sin problemas los 4,65. Con el listón en los 4,75 cometió una falta y renunció para ir directamente a los 4,81, para en un único intento validar la marca. Con el título en sus manos concluyó su actuación con tres pifias sobre los 4,92.
Detrás de la cubana anclaron la rusa Anzhelika Sidorova (4,75) y la alemana Lisa Ryzih (4,65) por ese orden, ambas con sus mejores topes de la presente campaña. Este resultado colocó a Silva al frente de la lucha por la diadema con 21 unidades, por delante de la griega Katerina Stefanidi (16), campeona olímpica de Río 2016.
Todo no terminó con Yarisley, pues la velada cubana en Oslo fue protagonizada por otras dos antillanas: Yaimé Pérez  y Denia Caballero, quienes se agenciaron las medallas de plata y bronce, respectivamente en la prueba del lanzamiento del disco.
El dueto caribeño puso en jaque la hegemonía de su conocida rival, la croata Sandra Perkovic, medallista de oro en Noruega con disparo de 66,79 metros. Bien cerca ancló Yaimé, quien envió el disco hasta los 66,24 metros en su primer intento –su mejor cota de este 2017– en una competencia donde se mantuvo en la punta hasta la cuarta ronda y en la cual todos sus lanzamientos superaron los 65 metros. La medallista de bronce en Río 2016, Denia Caballero, falló en cuatro de sus seis intentos, pero los 63,29 logrados en la tercera manga le valieron para la medalla de bronce por delante de la alemana Nadine Müler (62,90). La disputa por el diamante se mantiene encabezada por Perkovic con 16 unidades escoltada por el dueto cubano Caballero (12) y Pérez (11).
Por último, en los 800 metros planos, la cubanita Rose Mary Almanza terminó séptima, con tiempo de 2:00.34 minutos en una prueba dominada por la sudafricana Caster Semenya (1:57.59), seguida por la burundesa Francine Iyonsaba (1:58.18) y la keniana Margaret Nyairera Wambui (1:59.17).

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Maratona Caixa Cidade do Rio de Janeiro será domingo



Elijah Kipkemei Kemboi, campeão de 2016 (Thiago Diz/Maratona do Rio)

São Paulo - O próximo domingo (dia 18) marcará a disputa de duas provas com Permit da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt): a Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro e a Meia Maratona Olympikus da Cidade do Rio de Janeiro, que serão realizadas no mesmo evento.


A maratona, que tem Permit 06/2017, terá largada às 7:30 na Praia do Pontal, na Praça Tim Maia, no Recreio dos Bandeirantes, enquanto a meia maratona (07/2017) terá tiro de partida às 6:45 na Praia do Pepê, na Barra da Tijuca. A chegada das duas provas será no Aterro do Flamengo, na altura da Rua Cruz Lima. 



Na elite masculina da maratona, que tem selo ouro, os destaques entre os africanos são o atual campeão, Elijah Kipkemei Kemboi, e o vencedor de 2010, Anderson Chirchi Kipronm, que terão como principais oponentes o baiano Edmilson dos Reis Santana, primeiro colocado em 2014, e o pernambucano Marcos Antônio Pereira, que venceu em 2009.



Na disputa feminina, a queniana Ednah Mukhwan, vencedora de 2014, enfrenta desafiantes como a compatriota Leah Jerotich (vice-campeã no ano passado), a baiana Marizete Moreira dos Santos (vencedora em 2008) e a amazonense Raimunda Maria da Fonseca (campeã em 2004). 



Além da categoria elite, esta edição da prova, segundo os organizadores, reunirá 33 mil corredores de 47 países em provas de 6 km, 21,097 km e 42,195 km. 



Porto Alegre - No domingo passado (11), foi realizada da 34ª Maratona Internacional de Porto Alegre, que recebeu o Permit CBAt 11/2017, com vitória do queniano Elijah Chebonei entre os homens e da piauiense Conceição de Maria Oliveira, entre as mulheres.



Conceição de Maria, de 41 anos, comemorou o bicampeonato da prova em sua sexta participação. "O percurso me favorece e tudo correu sem dificuldades. Foi uma prova perfeita", comentou.



Primeiros colocados

Masculino
1-Elijah Chebonei - 2:20:48
2-Michael de Paula Passos - 2:25:53
3-Elson Alex Gracioli - 2:28:07



Feminino
1-Conceição de Maria Oliveira - 2:52:55
2-Simone Ponte Ferraz - 2:54:06
3-Ana Claudia Jesus Rodrigues - 2:58:35

COPA PANAMERICANA DE VOLEIBOL (F)

Apretado espacio para una trilogía

República Dominicana, Estados Unidos y Cuba son las selecciones favoritas de los especialistas en la sede del evento

La capitana Sulian Matienzo ha de apoyarse en sus compañeras más experimentadas. Foto: Ricardo López Hevia
Especialistas reunidos en Perú auguran que República Dominicana, Estados Unidos y Cuba pugnarán por el liderazgo en la Copa Panamericana femenina de voleibol, del 17 al 25 de este mes, clasificatoria para el Grand Prix del año próximo.
Las quisqueyanas, actuales campeonas del evento, suman cuatro cetros ganados en estas lides continentales, al igual que las estadounidenses y las cubanas. Estas últimas, dirigidas ahora por Wilfredo Robinson, fueron titulares en las ediciones del 2002, 2004, 2005 y 2007.
El plantel guiado por Robinson debutará el propio día 17 frente a Canadá, por el grupo B, jornada que completarán los partidos de Trinidad y Tobago vs. República Dominicana y Chile-Perú. En la llave A, chocarán en el debut, Puerto Rico-Colombia, Estados Unidos-Venezuela y Argentina-México.
Para las cubanas el calendario eliminatorio se completa con los encuentros frente a Perú el 18 de junio, una fecha después será Chile su rival, hallarán net por medio a las dominicanas el 20 y cerrarán el 21 contra Trinidad y Tobago.
Sin desdorar la calidad que puedan presentar canadienses y peruanas,  el desafío primordial para las muchachas de la Mayor de las Antillas debe ser ante las quisqueyanas. La escuadra puntera de cada zona preliminar clasificará directamente para las semifinales, en tanto los segundos y terceros escaños buscarán los otros dos puestos para esa jornada precedente a la discusión de las medallas.
Cuba pretende ganar uno de los cuatro boletos que otorgará la Copa al área de Norte, Centroamérica y el Caribe (Norceca) para el Grand Prix 2018, apoyada en un elenco donde la capitana y atacadora auxiliar Sulian Matienzo, la central Daimara Lescay, la pasadora Yamila Santa, la opuesta Heidy Casanova y la líbero Emily Borrell son las más experimentadas para competir unidas a otras jugadoras noveles.
Brasil, oro del Grand Prix 2016 y del Volley Master 2017 de Montreux, Suiza, declinó asistir a la justa panamericana que tendrá por sedes a las ciudades de Lima y Cañete. En su lugar competirá Trinidad y Tobago.

Último dia para se inscrever no Circuito Nacional Sesc Triathlon

Encerram-se hoje às 20 horas, as inscrições para a etapa de Palmas do Circuito Nacional Sesc Triathlon, que acontece dia 18 de junho, na Praia da Graciosa. Os interessados poderão efetuar sua inscrição diretamente no site www.sescto.com.br. 
Serão disputadas várias categorias e os valores das inscrições variam de 2 kg de alimentos não perecíveis para provas de comerciários e dependentes, Paratriathlon e pessoas com mais de 60 anos. Já para a categoria Elite Sprint o valor será de R$ 180,00. 
Estados
Já se inscreveram triatletas dos estados de Amazonas, Bahia, Goiás, Pará, Paraíba, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal. Informações pelos telefones (63) 3219-9131 e 3219-9123. O evento conta com apoio do Jornal do Tocantins e TV Anhanguera.






Antônio Wilson chega em segundo lugar na Meia Maratona de Campinas




Tocantinense Antônio Wilson - Divulgação


Antônio Wilson no pódio (2) da Meia maratona de Campinas – Divulgação

O atleta tocantinense Antônio Wilson (Toin), de Araguaína, da equipe Pé de Vento (RJ), de Petrópolis (RJ), e do Exército Brasileiro, terminou em segundo lugar a 7ª Meia Maratona Pague Menos Campinas neste domingo, dia 11 de junho. O evento reuniu mais de 3 mil competidores de todas as partes do Brasil. O vencedor da prova foi o atleta Solonei Rocha da Silva, com o tempo de 1h07m44s. Em segundo chegou Antônio Wilson, registrando o tempo de 1h07m53s. E na terceira colocação chegou Rogério Ferreira, com o tempo de 1h08m23s. 
Confira as cinco primeiras colocadas da modalidade 21 Km:
1ª Christine Chepkemei – 01:20:23
2ª Cristiane Alves Silva – 01:21:57
3ª Rosangela Raimunda Pereira Faria – 01:23:43
4ª Noeme Maria Pereira – 01:26:06
5ª Cristiane Agostinho – 01:29:13
Confira os cinco primeiros colocados da modalidade 21 Km:
1º Solonei Rocha da Silva – 01:07:44
2º Antonio Wilson Sousa Lima – 01:07:53
3º Rogerio Ferreira – 01:08:23
4º Fabio Paiva Mota – 01:10:46
5º Cosme Jardim Souza – 01:13:08
Confira as cinco primeiras colocadas da modalidade 10 Km:
1ª Ana Fernanda Proença – 00:42:09
2ª Luana Cunha de Andrade – 00:42:11
3ª Rafaela Damazio da Silva Azevedo – 00:43:22
4º Maria de Freitas Melo Soares – 00:46:10
5º Zane Biscaia Soares – 00:47:34
Confira os cinco primeiros colocados da modalidade 10 Km:
1º Josimar Aparecido Ribeiro – 00:35:30
2º Francisco Denivaldo de Azevedo Inacio – 00:35:48
3º Fernando Sandy dos Santos – 00:35:49
4º Moises Rodrigues Gomes – 00:36:09
5º Rosival Conceição Pereira – 00:36:32
Confira as cinco primeiras colocadas da modalidade 6 Km:
1ª Najara Cristina Iouzadas Siqueira Salwaninin – 00:25:12
2ª Miriam Raquel Martins – 00:25:34
3ª Maria Cecilia Favorato – 00:27:41
4ª Talita da Silva Saboto Saboto – 00:30:01
5ª Yaneth Machaca Monroy – 00:30:32
Confira os cinco primeiros colocados da modalidade 6 Km:
1º Antonio Carlos da Cruz de Jesus – 00:20:22
2º Francisco Chagas Telles – 00:21:14
3º Adão Ferreira – 00:21:48
4º Marcos Roberto Silva Teixeira – 00:21:53
5º Claiton Cesar de Souza – 00:22:33

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Altobeli Silva faz índice para o Mundial no Troféu Brasil Caixa de Atletismo

10|06|2017 - 18:27 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt


Altobeli Silva (Wagner Carmo/CBAt)


São Bernardo do Campo - Na última prova, uma surpresa para quem acompanhava o segundo dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2017, na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo. Altobeli Silva (Pinheiros) venceu os 3.000 m com obstáculos e alcançou o índice para o Campeonato Mundial de Londres, com melhor marca pessoal e recorde do campeonato. 

Altobeli fez 8:26.06 neste sábado (dia 10) e quebrou a marca de Clodoaldo Lopes do Carmo, de 8:27.88, feita em 1992. O antigo recordista é hoje o treinador de Altobeli. Seu melhor resultado na distância era 8:26.30, feito em 2016 na final olímpica nos Jogos do Rio 2016.

"Decidi correr como uma criança, sem me preocupar com mais nada, e o resultado saiu. Assim, quebrei o recorde do Campeonato e fiz índice para o Mundial", disse o corredor.

Por sua vez, o catarinense Darlan Romani manteve o seu domínio no arremesso do peso. O atleta da B3 Atletismo venceu a competição pela sexta vez consecutiva, com a marca de 20,56 m, obtida em sua quarta tentativa.

Recordista sul-americano com 21,82 m, resultado estabelecido na semana passada, no Grande Prêmio Brasil, também em São Bernardo, Darlan mostrou-se feliz com a vitória: "Tivemos de diminuir a carga de treinamento depois do GP, e senti um pouco de cansaço. Agora vou me preparar para as próximas competições", prosseguiu o atleta, finalista nos Jogos do Rio 2016.

Darlan compete ainda este mês no Sul-Americano de Assunção, no Paraguai, e nas etapas de Lausanne (Suíça) e de Rabat (Marrocos) da Liga Diamante, em julho. "Estou no caminho certo e espero chegar ao Mundial bem preparado", comentou. 

No salto em distância feminino, a catarinense Eliane Martins (Pinheiros) conquistou o ouro, com 6,69 m, assumindo a liderança do Ranking Brasileiro da prova. "Espero muito defender o Brasil no Sul-Americano, a única competição internacional que me falta", disse a saltadora.

No decatlo, Jefferson de Carvalho Santos e Alex Aparecido Soares deram ao Pinheiros as duas primeiras colocações. Jefferson somou 7.776 pontos, seu melhor resultado pessoal, e ficou em primeiro, enquanto Alex fez 7.520 e terminou em segundo. "Estava com muita esperança de vencer e consegui", comemorou. "Tive muitos problemas com câimbras, mas ninguém faz decatlo se não sentir dores", completou o paulista, que conseguiu o recorde pessoal nos 100 m com barreiras e igualou sua melhor marca no salto em altura.

Jefferson, de 21 anos, líder do Ranking Brasileiro, espera representar o Brasil no Sul-Americano, quando pretende superar a barreira dos 8.000 pontos e tentar o índice de 8.100 pontos para o Mundial de Londres. Ele recebeu o troféu de campeão das mãos do prefeito Orlando Morando, de São Bernardo. Também participaram da premiação o vice-prefeito Marcelo Lima e o Secretário de Esporte e Lazer, Alex Mognon. 

"É um orgulho nossa cidade ser sede de uma competição tão importante como o Troféu Brasil. A nossa Arena Olímpica conta com o apoio da Caixa e o nosso município tem entende a importância do esporte", disse o prefeito.

Equipes - O Pinheiros e a B3 Atletismo travam uma verdadeira batalha pela liderança da 36ª edição do Troféu Brasil Caixa de Atletismo. Encerrada a 4ª etapa, o Pinheiros lidera com 301 pontos, seguido pela B3, que soma 252. A Orcampi Unimed é a terceira com 161. 

Pódio 4ª etapa - sábado tarde

Salto em distância feminino
1º Eliane Martins (Pinheiros) 6,69 m (1.6)
2º Jessica Reis (Orcampi Unimed) 6,49 m (0.6)
3º Nubia Aparecida Soares (B3) 6,33 m (0.7)

Arremesso do peso masculino
1º Darlan Romani (B3 Atletismo) 20,56 m
2º Willian Dourado (ARPA SJ do Rio Preto) 19,59 m
3º William Braido (Orcampi Unimed) 19,16 m 

Lançamento do disco feminino
1º Andressa Oliveira Morais (Pinheiros) 58,57 m
2º Fernanda Raquel Borges (B3 Atletismo) 57,16 m
3º Izabela Rodrigues da Silva (b3 Atletismo) 54,96 m

Decatlo
1º Jefferson Carvalho Santos (Pinheiros) 7.776 pontos
2º Alex Aparecido Soares (Pinheiros) 7.520
3º Nycolas Nascimento (ASA São Bernardo) 7.252

3.000 m com obstáculos feminino
1º Tatiane Raquel da Silva (B3 Atletismo) 10:22.00
2º Erika Oliveira Machado (Pinheiros) 10:22.95
3º Jessica Pellario Bueno (Orcampi Unimed) 10:51.15

3.000 m com obstáculos masculino
1º Altobeli Santos da Silva (Pinheiros) 8:26.06
2º Jean Carlos Machado (Pinheiros) 8:54.33 
3º Ronicesse Felix de Lima (ASA São Bernardo) 8:58.79

O Troféu Brasil faz parte do Programa Caixa de Competições, é organizado pela CBAt e FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo.


Laila Ferrer faz índice para o Mundial no lançamento do dardo no Troféu Brasil Caixa de Atletismo

11|06|2017 - 13:19 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt



Laila Ferrer (Wagner Carmo/CBAt)


São Bernardo do Campo - Na penúltima etapa do Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2017, realizada na manhã deste domingo (dia 11), na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, mais um índice para o Campeonato Mundial de Londres foi alcançado. Laila Ferrer (Pinheiros) fez 62,52 m no lançamento do dardo, recorde pessoal, e superou os 61,40 m exigidos pela IAAF. 

"Venho de uma lesão no ombro direito e estou tentando de tudo para disputar o Mundial. Estava muito perto do índice e agora finalmente a marca saiu. Estou feliz e recompensada", disse a cearense, que agora ocupa a 11ª colocação no Ranking Mundial.

No heptatlo, a dobradinha de Tamara Alexandrino e Vanessa Spinola rendeu pontos importantes para que o Pinheiros terminasse a etapa na liderança por equipes. Tamara fez 6.040 pontos, recorde pessoal, já Vanessa somou 5.812 pontos. Tamara comemorou especialmente o seu resultado nos 800 m (2:26.01). "Foi meu recorde pessoal, o que me ajudou a fazer minha melhor marca no geral. É uma prova que sempre me deu trabalho, mas acho que agora superei esse problema", comentou a atleta carioca.

No salto triplo masculino, o ouro foi para Alexsandro do Nascimento Melo (B3), com 16,42 m, marca atingida no último salto. "Meu técnico pediu para fazer o último salto como diversão, sem pressão, e o resultado saiu", lembrou o saltador, que tem 16,53 m como recorde pessoal. Ele é treinado pelo Neilton Moura.

No salto em altura feminino, Julia Cristina dos Santos (Pinheiros) venceu com 1,80 m. Monica Freitas (B3) foi a segunda, com 1,73 m, e Marta Pereira Rocha (Centro Olímpico) ficou em terceiro, também com 1,73 m. Nos 1.500 m feminino, Kleidiane Barbosa Jardim (Orcampi Unimed) foi a campeã, com 4:23.59.

Equipes - Encerrada a quinta etapa, o Pinheiros abriu vantagem na liderança e soma agora 394 pontos. A B3 Atletismo é a segunda, com 305,99 pontos. A Orcampi Unimed segue em terceiro, com 195. 

Pódio 5ª etapa - domingo manhã

Salto triplo masculino
1º Alexsandro do Nascimento de Melo (B3 Atletismo) 16,42 m (-0.2)
2º Jean Cassemiro Rosa (EC Rezende) 16,24 m (0.6)
3º Paulo Sérgio dos Santos Oliveira (B3 Atletismo) 16,23 m (-0.1)

Salto em altura feminino
1º Julia Cristina dos Santos (Pinheiros) 1,80 m
2º Monica Freitas (B3 Atletismo) 1,73 m
3º Marta Pereira Rocha (Centro Olímpico) 1,73 m

Lançamento do dardo feminino
1º Laila Ferrer (Pinheiros) 62,52 m
2º Rafaela Torres Gonçalves (Orcampi Unimed) 57,70 m
3º Eloah Caetano Scramin (Orcampi Unimed) 56,91 m

1.500 m feminino
1º Kleidiane Barbosa Jardim (Orcampi Unimed) 4:23.59
2º Erika Oliveira Machado (Pinheiros) 4:27.01
3º Rejane da Silva (CRVG) 4:27.16

Heptatlo
1º Tamara Alexandrino (Pinheiros) 6.040 pontos
2º Vanessa Spinola (Pinheiros) 5.812 pontos
3º Giovana Cavaleti (B3 Atletismo) 5.751 pontos

O Troféu Brasil faz parte do Programa Caixa de Competições, é organizado pela CBAt e FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Atletas fazem índice para o Mundial durante o Troféu Brasil Caixa de Atletismo

11|06|2017 - 16:01 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt


Márcio Teles e Hederson Estefani (Marcello Zambrana/CBAt)


São Bernardo do Campo - Começou forte a última etapa do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, neste domingo (dia 11), na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo. Nos 400 m com barreiras, primeira final da tarde, os dois primeiros colocados superaram seus recordes pessoais e ainda fizeram o índice para o Mundial de Londres: Marcio Soares Teles (B3 Atletismo) venceu com 48.94 e Hederson Alves Estefani (Pinheiros) foi o segundo com 49.13.

Assim, ambos superaram o índice da IAAF para o Mundial, que é 49.35. O recorde anterior de Marcio, treinado por Evandro De Lazari, era 49.09 e o de Hederson, que treina com Sanderlei Parrela, 49.40. Marcio tornou-se também o novo recordista do Troféu Brasil, que era 49.05 e pertencia a Eronilde Nunes de Araújo, desde 6 de agosto de 2000.

"Essa prova é difícil e aqui foi muito disputada, tanto que consegui um lugar entre os top 15 do Ranking Mundial", disse Marcio. "Agora quero disputar alguns torneios na Europa antes do Mundial", prosseguiu. Ele admite o sonho de bater o recorde brasileiro de Eronilde, que é 48.04, obtido em 12 de julho de 1995, em Nice. Já Hederson disse que competiu de forma descontraída: "Senti dores nas costas no aquecimento, mas o tempo que fiz foi muito bom", disse.

"O Marcio tem apenas quatro anos de Atletismo, na verdade é tudo recente para ele, mas o potencial é inegável", afirmou Evandro, muito cumprimentado por seus colegas de equipe e mesmo de outros clubes.

Nos 200 m, mais um grande resultado na competição. Aldemir Gomes da Silva Junior (Vasco da Gama) foi o campeão com 20.15 (vento de 1.3 m/s), recorde pessoal (o anterior era 20.32) e do Troféu (20.16, de Bruno Lins, de 6 de agosto de 2011). Aldemir, treinador por Vania Silva, superou o índice para o Mundial de Londres, que é 20.44. Aldemir disse que a ansiedade o impediu de melhorar sua marca: "Por isso, além da preparação física, fiz um trabalho psicológico sério e ajudou muito", falou o velocista. 

Nos 200 m feminino, a campeã foi Vitoria Rosa, atleta da B3 Atletismo, que treina com Katsuhico Nakaya. Ela fez 22.93 (1.5), que bateu seu recorde pessoal e confirmou o índice para o Mundial. Rosangela Santos (Pinheiros) foi a segunda com 22.95, também obteve a qualificação para Londres. "Alcancei a meta que correr abaixo de 23 segundos. E tanto o Nakaya, como meu técnico anterior (Robson Alhada) acham que posso melhorar ainda mais já neste ano", falou Vitória.

No arremesso do peso feminino, Geisa Arcanjo (Pinheiros), treinada por Justo Navarro, venceu com 18,08 m e confirmou a qualificação para o Mundial de Londres.

Nos 400 m com barreiras femininos, vitória de Jailma Lima (B3 Atletismo), com 56.76. Ela, que treina com José Antonio Rabaça, chegou perto do índice para Londres, que é 56.10.

Lançamento do dardo masculino
1º Paulo Enrique da Silva (ASA São Bernardo) 74,86 m
2º Pedro Henrique Rodrigues (ELJINN) 74,09 m
3º Mauricio de Brito Filgueiras (FEAC) 73,98 m

400 m com barreiras masculino
1º Márcio Teles (B3 Atletismo) 48.94 - RC/IM
2º Hederson Estefani (Pinheiros) 49.13 - IM
3º Mikael de Jesus (FECAM) 50.41

400 m com barreiras feminino
1º Jailma Sales de Lima (B3 Atletismo) 56.76
2º Geisa Cardoso dos Santos (Pinheiros) 57.43
3º Liliane Barbosa (Pinheiros) 58.30 

Arremesso do peso feminino
1º Geisa Arcanjo (Pinheiros) 18,08 m
2º Livia Avancini (IPEC) 17,02 m
3º Keely Medeiros (Pinheiros) 16,33 m

200 m masculino (1.3)
1º Aldemir Gomes da Silva (CRV G) 20.15
2º Bruno Lins (CT Piauí) 20.61
3º Derick Silva (Pinheiros) 20.61 

200 m feminino (1.5) 
1º Vitoria Rosa (B3 Atletismo) 22.93
2º Rosangela Santos (Pinheiros) 22.95
3º Bruna Jessica Farias (Pinheiros) 23.58

RC - Recorde do campeonato
IM - Índice Campeonato Mundial

O Troféu Brasil faz parte do Programa Caixa de Competições, é organizado pela CBAt e FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Pinheiros conquista o bicampeonato no Troféu Brasil Caixa de Atletismo

11|06|2017 - 17:56 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt

Equipe do Pinheiros comemora (Wagner Carmo/CBAt)

São Bernardo do Campo - O EC Pinheiros, tradicional clube de esportes olímpicos da capital paulista, conquistou o bicampeonato do Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2017, encerrado neste domingo (dia 11), na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo, no Grande ABCD.

O Pinheiros venceu com 592,5 pontos (263,5 no masculino e 329 no feminino), enquanto que a B3 Atletismo, de São Caetano do Sul, foi a vice-campeã com 502,7 pontos (235 e 267,7), e a Orcampi Unimed, de Campinas, foi a terceira colocada, com 307 (161 e 146). A ASA São Bernardo ficou em quarto lugar com 138 pontos e o Vasco da Gama foi o quinto, com 57. No total, 68 clubes colocaram atletas entre os oito primeiros e marcaram pontos.

Abaixo, a opinião dos coordenadores técnicos das três equipes com maior pontuação do torneio:

Claudio Castilho - Pinheiros: "Achei interessante o novo formato do Troféu Brasil, precisamos agora analisar os resultados. Este último dia foi formidável, principalmente nos resultados da tarde. O nosso clube tem um projeto de longo prazo, que nos coloca como um dos protagonistas do Atletismo nacional".

Ricardo D'Angelo - B3 Atletismo: "Trabalhamos por ciclo olímpico na equipe. Tivemos vitórias importantes e os dois melhores atletas do torneio (Thiago André e Nubia Soares). Além dos destaques, como o Darlan, temos nomes com menos de 23 anos, que daqui a algum tempo estarão no auge da forma, como a Vitória Rosa".

Evandro De Lázari - Orcampi Unimed: "O fato de o time ir ao pódio do Troféu Brasil pela oitava vez consecutiva mostra a solidez do nosso trabalho. Estar entre os três melhores clubes do torneio mostra que além do trabalho de formação conseguimos ter atletas de alto nível, cuidando do sub-15 ao adulto.

O Troféu Brasil faz parte do Programa Caixa de Competições, é organizado pela CBAt e FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo.


Thiago André e Nubia Soares brilham no Troféu Brasil Caixa de Atletismo

11|06|2017 - 18:16 | Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Atletismo


Thiago André e Nubia Soares: os melhores do Troféu Brasil (Wagner Carmo/CBAt)

São Bernardo do Campo - Depois de vencer os 1.500 m na manhã de sábado, Thiago do Rosário André (B3 Atletismo) ganhou na tarde deste domingo (11) os 800 m, com 1:44.81, e garantiu-se como um dos destaques do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, encerrado na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo, com vitória do Pinheiros. Aos 21 anos, o corredor fluminense está qualificado para as duas provas para o Campeonato Mundial de Londres, em agosto.

"Não acredito nesse resultado. Fiz os primeiros 400 m em 51s e o normal era esperar algo em torno de 1:45.Estou muito feliz", comentou o atleta, sentado na área dos atletas, cansado pelo esforço. "Tinha 1:45.65 como melhor resultado e isso é uma recompensa por todo o sacrifício feito", prosseguiu. "O objetivo é fazer algumas provas na Europa antes do Mundial para ganhar mais ritmo de corrida", completou.

No salto triplo, Nubia Aparecida Soares e Tania Ferreira da Silva (ambas da B3) alcançaram o índice para o Mundial. Nubia, na verdade, ratificou a marca, com 14,56 m (0.8), 4º melhor resultado do mundo de 2017. Já Tania saltou 14,13 m (2.0). O índice exigido pela IAAF é de 14,10 m.

"Estou me sentindo confiante e os resultados estão saindo. Quero muito chegar à final do Mundial e brigar por um bom resultado", comentou Nubia. Tania também era só felicidade. Conseguiu uma prova "excelente". "Obtive os meus cinco melhores saltos do ano no Troféu Brasil. Isso é muito gratificante", lembrou.

No salto com vara, o campeão olímpico Thiago Braz da Silva (Pinheiros) e o campeão do GP Brasil Caixa Augusto Dutra (Orcampi Unimed) empataram em primeiro lugar na competição, com a marca de 5,52 m. Os dois passaram a altura na segunda tentativa e depois não superaram 5,62 m.

"Senti uma dor na panturrilha direita logo no primeiro salto e só continuei para somar pontos para o Pinheiros. Tenho certeza de que não é nada grave, mas só fiz uma tentativa a 5,62 m", contou o ganhador da medalha de ouro no Rio 2016. Nesta segunda-feira (12), ele viaja de volta para a Itália, onde retomará os treinamentos com o ucraniano Vitaly Petrov. "Quero muito uma medalha no Mundial de Londres. Esse é meu grande objetivo", disse.

Já Augusto garantiu estar tranquilo. "Faltaram acertar detalhes técnicos. Tenho tempo ainda de buscar o índice para o Mundial nas próximas semanas", observou.

Os melhores do evento
O fluminense Thiago do Rosário André e a mineira Nubia Aparecida Soares, atletas da B3 Atletismo, foram eleitos os melhores atletas do Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2017. Thiago venceu os 800 e os 1.500 m. "Estou muito com o reconhecimento", observou.

Nubia, além de vencer o salto triplo com a melhor marca da carreira, conquistou ainda a medalha de bronze no salto em distância, com 6,33 m. "Foi minha competição perfeita. Não é sempre que você consegue o melhor resultado pessoal nas suas duas provas", comemorou.

Pódio 6ª etapa - domingo tarde

Salto com vara
1º Thiago Braz da Silva (Pinheiros) 5,52 m
1º Augusto Dutra (Orcampi Unimed) 5,52 m
3º Fabio Gomes da Silva (Guarulhos) 5,37 m

Salto triplo
1º Nubia Aparecida Soares (B3 Atletismo) 14,56 m (0.8) - IM
2º Tania Ferreira Silva (B3 Atletismo) 14,13 m (2.0) - IM
3º Keila Costa (Orcampi Unimed) 13,58 m (3.0)

Salto em altura
1º Fernando Carvalho Ferreira (B3 Atletismo) 2,25 m
2º Talles Frederico Silva (Pinheiros) 2,15 m
3º Rafel Uchona (EC Rezende) 2,15 m 

110 m com barreiras (0.8)
1º Eder Souza (Orcampi Unimed) 13.47 - IM
2º Eduardo de Deus (Orcampi Unimed) 13.51
3º Gabriel Constantino (Orcampi Unimed) 13.63

Lançamento do disco
1º Felipe Lorenzon (B3 Atletismo) 57,97 m
2º Cleverson Pereira Oliveira (Orcampi Unimed) 56,66 m
3º Ronald Odair Julião (B3 Atletismo) 55,24 m

800 m
1º Maria Aparecida Ferraz (LUASA) 16:31.98
2º Tatiele Roberta de Carvalho (Orcampi Unimed) 16:32.55
3º Jenifer do Nascimento Silva (Pinheiros) 16:32.60

5.000 m
1º Maria Aparecida Ferraz (LUASA) 16:31.98
2º Tatiele Roberta de Carvalho (Orcampi Unimed) 16:32.55
3º Jenifer do Nascimento Silva (Pinheiros) 16:32.60

5.000 m
1º Altobeli Santos da Silva (Pinheiros) 13:46.72
2º Rafael Santos de Novais (Pinheiros) 14:22.11
3º Jean Carlos Machado (Pinheiros) 14:22.19

4x400 m feminino
1º B3 Atletismo - 3:35.45
2º Pinheiros - 3:39.07
3º Orcampi Unimed - 3:43.05

4x400 m masculino
1º Pinheiros - 3:07.43
2º Orcampi Unimed - 3:09.16
3º ASA São Bernardo - 3:13.58

IM - Índice Campeonato Mundial Londres 2012

Recordes do campeonato
Aldemir Gomes - 200 m
Mariana Marcelino - Lançamento do martelo
Caio Bonfim - 20 km marcha
Altobeli Silva - 3.000 m com obstáculos
Márcio Teles - 400 m com barreiras

Recorde brasileiro
Mariana Marcelino - Lançamento do martelo

Recorde Sul-Americano Sub-20
Paulo André de Oliveira - 100 m
Daniel do Nascimento - 10.000 m

Índices Campeonato Mundial
Rosangela Santos - 100 m e 200 m
Vitória Rosa - 100 m e 200 m
Aldemir Gomes - 200 m
Geisa Coutinho - 400 m
Eder Souza - 110 m com barreiras
Thiago André - 800 m
Nubia Soares - Salto triplo
Tania Silva - Salto Triplo
Caio Bonfim - 20 km marcha
Darlan Romani - Arremesso do peso
Altobeli Silva - 3.000 m com obstáculos
Laila Ferrer - Lançamento do dado
Márcio Teles - 400 m com barreiras
Hederson Estefani - 400 m com barreiras
Geisa Arcanjo - Arremesso do peso

O Troféu Brasil fez parte do Programa Caixa de Competições, é organizado pela CBAt e FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo.