segunda-feira, 12 de junho de 2017

Atletas fazem índice para o Mundial durante o Troféu Brasil Caixa de Atletismo

11|06|2017 - 16:01 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt


Márcio Teles e Hederson Estefani (Marcello Zambrana/CBAt)


São Bernardo do Campo - Começou forte a última etapa do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, neste domingo (dia 11), na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo. Nos 400 m com barreiras, primeira final da tarde, os dois primeiros colocados superaram seus recordes pessoais e ainda fizeram o índice para o Mundial de Londres: Marcio Soares Teles (B3 Atletismo) venceu com 48.94 e Hederson Alves Estefani (Pinheiros) foi o segundo com 49.13.

Assim, ambos superaram o índice da IAAF para o Mundial, que é 49.35. O recorde anterior de Marcio, treinado por Evandro De Lazari, era 49.09 e o de Hederson, que treina com Sanderlei Parrela, 49.40. Marcio tornou-se também o novo recordista do Troféu Brasil, que era 49.05 e pertencia a Eronilde Nunes de Araújo, desde 6 de agosto de 2000.

"Essa prova é difícil e aqui foi muito disputada, tanto que consegui um lugar entre os top 15 do Ranking Mundial", disse Marcio. "Agora quero disputar alguns torneios na Europa antes do Mundial", prosseguiu. Ele admite o sonho de bater o recorde brasileiro de Eronilde, que é 48.04, obtido em 12 de julho de 1995, em Nice. Já Hederson disse que competiu de forma descontraída: "Senti dores nas costas no aquecimento, mas o tempo que fiz foi muito bom", disse.

"O Marcio tem apenas quatro anos de Atletismo, na verdade é tudo recente para ele, mas o potencial é inegável", afirmou Evandro, muito cumprimentado por seus colegas de equipe e mesmo de outros clubes.

Nos 200 m, mais um grande resultado na competição. Aldemir Gomes da Silva Junior (Vasco da Gama) foi o campeão com 20.15 (vento de 1.3 m/s), recorde pessoal (o anterior era 20.32) e do Troféu (20.16, de Bruno Lins, de 6 de agosto de 2011). Aldemir, treinador por Vania Silva, superou o índice para o Mundial de Londres, que é 20.44. Aldemir disse que a ansiedade o impediu de melhorar sua marca: "Por isso, além da preparação física, fiz um trabalho psicológico sério e ajudou muito", falou o velocista. 

Nos 200 m feminino, a campeã foi Vitoria Rosa, atleta da B3 Atletismo, que treina com Katsuhico Nakaya. Ela fez 22.93 (1.5), que bateu seu recorde pessoal e confirmou o índice para o Mundial. Rosangela Santos (Pinheiros) foi a segunda com 22.95, também obteve a qualificação para Londres. "Alcancei a meta que correr abaixo de 23 segundos. E tanto o Nakaya, como meu técnico anterior (Robson Alhada) acham que posso melhorar ainda mais já neste ano", falou Vitória.

No arremesso do peso feminino, Geisa Arcanjo (Pinheiros), treinada por Justo Navarro, venceu com 18,08 m e confirmou a qualificação para o Mundial de Londres.

Nos 400 m com barreiras femininos, vitória de Jailma Lima (B3 Atletismo), com 56.76. Ela, que treina com José Antonio Rabaça, chegou perto do índice para Londres, que é 56.10.

Lançamento do dardo masculino
1º Paulo Enrique da Silva (ASA São Bernardo) 74,86 m
2º Pedro Henrique Rodrigues (ELJINN) 74,09 m
3º Mauricio de Brito Filgueiras (FEAC) 73,98 m

400 m com barreiras masculino
1º Márcio Teles (B3 Atletismo) 48.94 - RC/IM
2º Hederson Estefani (Pinheiros) 49.13 - IM
3º Mikael de Jesus (FECAM) 50.41

400 m com barreiras feminino
1º Jailma Sales de Lima (B3 Atletismo) 56.76
2º Geisa Cardoso dos Santos (Pinheiros) 57.43
3º Liliane Barbosa (Pinheiros) 58.30 

Arremesso do peso feminino
1º Geisa Arcanjo (Pinheiros) 18,08 m
2º Livia Avancini (IPEC) 17,02 m
3º Keely Medeiros (Pinheiros) 16,33 m

200 m masculino (1.3)
1º Aldemir Gomes da Silva (CRV G) 20.15
2º Bruno Lins (CT Piauí) 20.61
3º Derick Silva (Pinheiros) 20.61 

200 m feminino (1.5) 
1º Vitoria Rosa (B3 Atletismo) 22.93
2º Rosangela Santos (Pinheiros) 22.95
3º Bruna Jessica Farias (Pinheiros) 23.58

RC - Recorde do campeonato
IM - Índice Campeonato Mundial

O Troféu Brasil faz parte do Programa Caixa de Competições, é organizado pela CBAt e FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário