terça-feira, 13 de março de 2018

REALIZADA A PRIMEIRA EDIÇÃO DOS JOGOS INCLUSIVOS DE PALMAS

Fotos: Reinaldo Cisterna e Marcus Mesquita


Primeira edição dos Jogos Inclusivos de Palmas (JIPS). O evento reuniu cerca de 100 paratletas - Fotos: Reinaldo de Jesus Cisterna/Seduc

O Instituto Reviver realizou neste sábado, 10, na Capital, a primeira edição dos Jogos Inclusivos de Palmas (JIPS). O evento reuniu cerca de 100 paratletas vindos das cidades de Araguanã, Araguaína, Porto Nacional, Gurupi e Palmas. A competição aconteceu durante todo o dia, começando a partir das 8h, na pista de Atletismo da Universidade Federal (UFT).

Os paratletas e a coordenadora da competição, Soraia Tomaz, estiveram, na manhã da quarta-feira, 7, na sede da Seduc, para apresentarem a programação do evento. Na ocasião, eles foram recepcionados pelo Superintendente de Tecnologia da Informação, Wilson Alves Pereira.
Os jogos foram disputados nas modalidades de basquete de cadeiras de roda, bocha, tênis de mesa e atletismo. As provas de atletismo foram realizadas na pista de atletismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Já as modalidades de tênis de mesa e bocha foram disputadas no CEM Santa Rita de Cássia, no Aureny I, enquanto o basquete de cadeiras rodas foi realizado no Ginásio do Complexo Esportivo da Ulbra, da Avenida Theotônio Segurado.
A competição credenciou os paratletas a participarem dos eventos promovidos pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Os paratletas que conseguirem índice vão representar o Tocantins no Circuito Brasil Caixa de Atletismo, Natação e Halterofilismo, em Goiânia, em data ainda a ser definida.
Na sua visita na Seduc, Soaria Tomaz expressou que essa competição dará oportunidade aos paratletas de mostrarem suas habilidades, além de propiciar a socialização. O campeonato também possibilitará que os paratletas participem de eventos nacionais. “O evento é aberto e não tem limite de idade, pois quem quiser participar, tendo acima de 12 anos, poderá disputar a competição”, ressaltou a coordenadora.
A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) apoiou os jogos disponibilizando o transporte interno dos paratletas, materiais, professores e organizadores paras as competições na Capital. Também foram cedidos servidores do quadro da Superintendência de Esportes e Lazer para atuarem na arbitragem do evento.





















Nenhum comentário:

Postar um comentário