sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Equipe Indígena de Tocantínia faz os últimos ajustes para os Jogos Escolares da Juventude


Por: Reinaldo Cisterna- http://www.aloesporte.com.br/
1 de setembro de 2017


Equipe Cemix - Centro de Ensino Médio Indígena Xerente Wara, de Tocantínia durante a disputa da final dos Jets deste ano - Foto: Márcio Vieira/Seduc


Faltando 13 dias para a abertura oficial dos Jogos Escolares da Juventude – 12 a 14 anos, em Curitiba (PR), a equipe Cemix (Centro de Ensino Médio Indígena Xerente Wara), de Tocantínia, segue os últimos preparativos visando à competição nacional. Apesar de o evento começar no dia 12, a equipe tocantinense viajará somente no dia 14 de setembro, às 21h, com saída de frente da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).
As modalidades individuais como xadrez, atletismo, badminton ciclismo, tênis de mesa, judô, viajam no dia 9 de setembro, com saída também de frente da Seduc.
Cemix
Tricampeã estadual dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets), evento organizado pela Seduc, na modalidade de futsal feminina, a equipe Cemix (Centro de Ensino Médio Indígena Xerente Wara) vai representar, pelo terceiro ano consecutivo, o Tocantins nos Jogos Escolares da Juventude.
Em 2015, a equipe indígena de Tocantínia terminou na terceira colocação no futsal feminino, em Fortaleza (CE). No ano passado, ficou em quinto lugar, durante a competição disputada em João Pessoa (PB). E neste ano, segundo o professor Leandro Brito, a expectativa é que em Curitiba, a equipe possa terminar entre as duas primeiras colocadas e subir de divisão, já que os Jogos Escolares da Juventude são divididos em três divisões: Primeira, Segunda e Terceira. “Temos um trabalho de quatro anos juntos com as garotas e acredito que com este entrosamento poderemos sonhar mais alto”, comentou o professor, que não poderá comandar o time no banco de reservas das garotas durante a competição em Curitiba, pois ainda não tem formação de educador físico exigida pelo Conselho Regional de Educação Física (Cref). Mas ressalta que já está estudando o curso na Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Miracema.
Dificuldades
Segundo o professor Leandro Brito, a equipe se reúne apenas uma vez por semana para os treinamentos. Mas, para isso, as garotas são obrigadas a dormir na escola para poder realizar o treinamento no dia seguinte. “O incentivo que tenho é ver o sorriso de uma menina quando ela sabe que irá fazer uma viagem como esta, uma vez que, no normal, elas não teriam esta possibilidade de conhecer outro estado, em razão da carência que elas vivem”, comentou o professor. Ele destaca ainda que, apesar das dificuldades de alojamento, dormir na escola, a garra e a superação das meninas dão força e vontade para que ele possa continuar trabalhando em prol delas.
Os Jogos Escolares da Juventude reunirão milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o País de 12 a 22 de setembro, em Curitiba.
O Tocantins participará da competição nas modalidades individuais (xadrez, atletismo, ciclismo, judô e badminton, e nas coletivas no basquete, handebol, voleibol e futsal. Tanto as individuais como as coletivas serão nas categorias masculina e feminina.


Nenhum comentário:

Postar um comentário